Carregando...
Você está aqui:  Home  >  Colunas  >  artigo atual

Robson Oliveira

De   /  3 de maio de 2017  /  Sem comentários

    Imprimir       Email

RETALIAÇÃO – O presidente Michel Temer ameaçou demitir dos cargos de confiança os indicados pelos deputados federais que votaram contra as reformas e cumpriu: nesta terça-feira no Diário Oficial da União consta o nome dos comissionados exonerados que foram indicados pelos deputados federais que se rebelaram contra as reformas, dos oitos parlamentares da bancada federal de Rondônia, apenas Expedito Neto (PSD) foi retaliado com a exoneração de um indicado para um cargo nos Correios, em Porto Velho.

INSURRETO – Ouvido pela coluna o deputado federal Expedito Neto (PSD) informou que já esperava a retaliação, pois foi avisado pelos líderes do governo. De acordo o parlamentar, é melhor perder a indicação do que a vergonha. E que vai manter a mesma posição contrária ao projeto de reforma da previdência. Neto é o único membro da bancada que tem declarado publicamente contrário às reformas, embora seja filiado a um partido da base governista.

PESQUISA – O instituto Datafolha foi às ruas pesquisar a reação das pessoas em relação às reformas e constatou que a maioria absoluta é contrária, em particular contra a reforma da previdência. Mesmo com índices tão altos de contrariedade, o governo Temer insiste em atropelar qualquer debate mais profundo sobre o assunto e votar na marra. Os parlamentares que sucumbirem à pressão do Planalto tendem a sucumbir nas urnas no próximo ano. Servidor público só não dá vitória a ninguém, mas ajuda muito na derrota com o barulho que faz. Quem viver verá!

EM VÃO – O Governo Federal está lançando nas mídias um bombardeio de peças publicitárias com a intenção de minimizar os estragos provocados com a rejeição às reformas. Uma tentativa, ao nosso ver, em vão, pois perdeu no início do debate esta proposta na mídia.

BLACKOUT – Nem todos os auxiliares do prefeito da capital possuem a mesma disposição que tem demonstrado Dr. Hildon Chaves nesses cinco primeiros meses de administração. É preciso que os secretários sejam tão rápidos nas soluções dos problemas quanto o chefe para que os problemas acumulados por anos de incompetência sejam resolvidos. Apesar das mudanças feitas no escalão municipal, saúde e iluminação pública continuam com os velhos problemas. Na Guaporé, por exemplo, metade da avenida está escura. Cinco meses já é tempo suficiente para que o munícipe possa enxergar uma luz no final e início de uma avenida. As UPAS, com filas enormes. Quem anda fazendo gol de placa é a área dos esportes.

ESPAÇO ALTERNATIVO – Mesmo o DER renovando as promessas da conclusão das obras do espaço alternativo – avenida que dá acesso ao aeroporto da Capital –  cada dia que passa o final dos serviços fica distante. É uma obra que vai provocar por muito tempo bastante barulho nos órgãos de controle.

OUTSIDER – Continua causando furor nos meios políticos o nome do ex- procurador-geral de Justiça, Héverton Aguiar, para a disputa de um cargo majoritário em 2018. Em entrevista concedida ao site Rondônia Dinâmica, o promotor não descartou a possibilidade de colocar o nome para o governo ou senado. Embora tenha despistado que este não é seu projeto pessoal. Nos bastidores políticos a lembrança do nome do ex-chefe do Ministério Público tem deixado os caciques com a pulga por trás da orelha por que houve receptividade nos meios sociais. Apesar de que uma disputa majoritária é um jogo bruto que o promotor desconhece os seus meandros.

PESQUISA – Este cabeça chata iniciou uma pesquisa quantitativa/qualitativa para captar a radiografia política dos dez principais municípios de Rondônia. Começamos a aferir pela Capital como andam nossas autoridades, as instituições e os eventuais futuros candidatos ao Governo, Senado, deputado federal e estadual. Além de averiguar a situação dos nossos alcaides. Dados preliminares (dois bairros conclusos) indicam que o que foi publicado por aí pode ser lorota. Aguardem!

OAB/RO – Uma grande conferência de advogados está sendo preparada pela Seccional de Rondônia nos dias 1,2 e 3 de junho. Pelos debatedores convidados, Luiz Flávio Gomes, Roberto Podoval e José Hélio Chaves de Oliveira, entre outros, o evento tende a ser um grande sucesso. Especialmente na área penal com três juristas com características garantistas num momento juridicamente conturbado em que o Processo Penal tem sido relegado às calendas.

VIOLÊNCIA – Aumentou exponencialmente a violência no campo nos últimos doze meses com vidas sendo ceifadas pela desmensurada ambição dos pretensos detentores de terra. A política adotada pelo governo federal é claramente tendenciosa em favor do latifúndio e trata os camponeses e índios como marginais. Há um contingente também enorme da população que faz coro nessa onda contra os movimentos sociais, mas não veem que reproduzem um sistema perverso de ocupação do solo que visa única e exclusivamente a exploração dos recursos naturais à força. Quem defende uma política agrária digna é igualmente insultado por um magote de chuço a serviço da mão do verdugo.

ARIGÓ – Nos céus de Rondônia há muito mais que avião…

    Imprimir       Email
  • Publicado: 2 meses atrás, em 3 de maio de 2017
  • De:
  • Última modificação: maio 3, 2017 @ 4:36 pm
  • Arquivado em: Colunas, Robson Oliveira

Sobre o autor

Mictmr1964

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar também...

Há uma expectativa que a lava jato atinja muita gente em Rondônia – Por Robson Oliveira*

leia mais →