Carregando...
Você está aqui:  Home  >  Colunas  >  artigo atual

REFLEXÕES DO ENCONTRO DE UM RÉU PERANTE SEU JULGADOR!

De   /  11 de maio de 2017  /  Sem comentários

    Imprimir       Email

Por que os órgãos de segurança mentiriam? Eles anunciaram que menos de sete mil pessoas estiveram em Curitiba, durante o dia, nessa quarta, para acompanhar o depoimento do ex presidente Lula e dar apoio a ele, no enfrentamento ao juiz Sérgio Moro.  Cerca de 43 mil a menos do que os petistas e seus aliados alardeavam. Ninguém acreditou quando os organizadores da mobilização, avisavam que 20 mil participantes de “movimentos sociais”, estavam lá, para pressionar a favor de Lula.  A tentativa de transformar um evento do Judiciário, numa grande mobilização política, ficou no contexto dos grandes fracassos dos últimos tempos.  Ficou também como algo triste e deprimente, a forma como  alguns seguidores do PT, demais aliados e partidários do ex Presidente, atacaram autoridades e instituições. Uma das faixas chamava o juiz Sérgio Moro de canalha, num linguajar ofensivo e que agrediu, certamente, a todos os brasileiros que não fazem parte do grupo que acha que Lula é santo e que tudo o que está sendo dito contra ele, é apenas invenção de todos os “canalhas”. O interrogatório de cinco horas, ao menos até meados da noite, ainda era quase segredo de Estado. No meio da noite, os advogados de Lula iriam falar com a imprensa, para repetir, certamente, que ele é inocente em todos os processos, denúncias e acusações de que se tornou alvo.

Á noite, depois do longo “encontro” com Moro,  Lula ainda participou de uma espécie de comício, em Curitiba. O público era então, visivelmente maior do que o registrado durante o dia. Fale-se o que quiser, mas, hoje, não há liderança política consolidada maior que a de Lula, mesmo sob tantas suspeitas, tantas denúncias de envolvimento com sacanagens e falcatruas. Se não perder seus direitos políticos, se não for condenado e preso, é bom o Brasil ir se acostumando: Lula pode sim estar voltando em 2018. Mesmo depois de tudo o que ele e parte dos seus seguidores fizeram para tentar destruir o país. Se não surgir um nome forte, decente, com projeto para o futuro, preparemo-nos para voltar ao triste passado. Enfim, são comentários e reflexões deste dia tão complexo, em que um réu enfrentou um juiz, mas pode ter saído menos réu e mais líder político. Ainda mais forte do que quando entrou para depor…

A LISTA DE IKENOCHICHI

Os problemas de Candeias estão longe de terminar.  Depois do assassinato do prefeito Chico Pernambuco; da prisão dos criminosos, da fuga do mandante, que é parente do novo prefeito, Luiz Ikenohichi, agora o anúncio de que há uma relação de nomes de quem teria desviado dinheiro público da Prefeitura da cidade. E quem está avisando que vai divulgar a tal relação, que seria uma nova bomba sobre a cidade? Ninguém menos do que o próprio Ikenohichi, reagindo a oposição, que está apontando o dedo para ele, no caso da morte de Pernambuco. A expectativa é de que a tal lista poderia ser divulgada ainda nessa quarta, mas até o anoitecer, ela ainda era apenas uma ameaça. A situação em Candeias do Jamari está longe se ser apaziguada e as questões envolvendo brigas políticas, somadas ao brutal crime contra o Prefeito eleito, podem piorar muito a situação. Luiz Ikenohichi está pressionado e tenta aliviar a pressão, contra atacando. Não se sabe, na verdade, até onde essa história irá!

“ASSINE AQUI, POR FAVOR”!

Oi, seu bandido! O senhor pode assinar aqui uma autorização em três vias, para que a gente possa divulgar sua imagem, já que o senhor é suspeito de vários crimes e precisamos mostrá-lo para a sociedade, para que outras vítimas suas também o denunciem?” É assim que os jornalistas que cobrem as atividades policiais terão que fazer, em Rondônia, ante suas senhorias, os criminosos, em função de determinação do Ministério Público, atendendo pedido da OAB, todos sempre muito preocupados  com os direitos humanos de quem está preso. A determinação proíbe a divulgação de imagens de presos, a menos que eles autorizem, por escrito e o ato seja testemunhado por uma autoridade policial. É assim que se quer acabar com a violência e o crime no país. Assassinos, psicopatas, estupradores, assaltantes de bancos, traficantes terão suas imagens preservadas. A lei não diz nada sobre proibir a  divulgação de fotos e filmagens de vítimas estupradas, estraçalhadas e nem de famílias em desespero, pelos parentes que perderam. Estamos na era dos direitos humanos. Mas  só dos bandidos!

A NOVELA DOS QUINQUÊNIOS

Mais cedo ou mais tarde, o prefeito Hildon Chaves terá que enfrentar um tremendo barraco. A questão do não pagamento dos quinquênios a funcionários, direito adquirido, segundo eles, está sendo empurrada com a barriga, pela administração municipal, mas mais dia, menos dia, terá que ser resolvida. Em qualquer órgão municipal que se vá, em qualquer roda de servidores da Prefeitura, a única conversa é essa. Não há outra. Ao participar do programa Papo de Redação, com os Dinossauros do rádio, no mês passado, Hildon Chaves avisou que não pretende pagar o quinquênio, até porque o benefício extra ao funcionalismo já foi extinto em inúmeras regiões do país. Muitos funcionários municipais estão  pensando inclusive em entrar com ações individuais contra a Prefeitura e não só nas coletivas, exigindo receberem o que têm direito em relação ao passado. Daqui para a frente, já estão conformados que não mais receberão…

CADA UM COM SEU RABO

O ministro Gilmar Mendes mandou soltar o ex milionário Eike Batista. Levou cacetada de todos os lados. O Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, decidiu entrar na história, para pegar um pouco de refletores da mídia. Denunciou que Gilmar não poderia ter julgado Eike, porque uma filha do ministro trabalha num escritório de advocacia que defende o empresário. O mundo caiu. Menos de 24 horas depois, o troco, no mesmo tom. O  jornalista Reinaldo Azevedo, noticiou, depois de ter recebido certamente informações de fontes “quentes”,  que uma filha de Janot é advogada da OAS, empresa enrolada na Lava Jato, operação em que Janot atua de cabo a rabo. Ou seja, todo o mundo com alguma pequena culpa, ou, como se diria na gíria brasileira, com o rabo preso de alguma forma. Janot não respondeu. Gilmar também não. Nas redes sociais e na mídia, defensores de um e outro se digladiam como doidos, defendendo ora o Ministro, ora o Procurador. Os dois, quando se encontrarem, vão trocar apertos de mãos, como se nada tivesse acontecido.

TJ PROÍBE GREVE

Decisão do desembargador Roosevelt Queiroz, do TJ rondoniense, proibiu a realização da greve dos agentes penitenciários do Estado, que estava agendada para começar nessa quinta. A decisão atendeu pedido do Governo do Estado. Por ela, o Singeperon, sindicato da categoria, pode pagar uma multa de 50 mil a 800 mil reais, caso não cumpra a ordem judicial. Os profissionais que fizerem greve também pagarão multas de 5 mil reais. Na decisão monocrática, em que o mérito ainda não foi discutido, Roosevelt Queiroz assinala que “a suspensão da greve não significa negar esse direito ao servidor público, mas no caso, trata-se de uma categoria que tem funções imprescindíveis para a manutenção da ordem e da segurança públicas”. Determinou ainda que  é necessário que seja estabelecido diálogo entre o Estado de Rondônia e o sindicato da categoria”, na busca de um acordo acerca das reivindicações dos servidores. Não há informações se o Singeperon vai recor­­­­­rer da decisão.

OFERECENDO EMPREGO

Pessoas com algum tipo de deficiência, têm espaço de trabalho em várias empresas. O cumprimento da lei federal que determinada espaço para trabalhadores portadores de deficiência, vem abrindo importantes espaços no mercado de trabalho. Por tudo isso, os portadores de deficiência terão também oportunidade no Consórcio SIM, responsável pelo transporte coletivo na Capital. Estão sendo selecionados funcionários para o quadro da empresa, tanto na função de motorista como na de cobrador. Os interessados devem entregar currículo em horário comercial,  na garagem da empresa,  localizada a rua Caparari, 112,  bairro Lagoa, em Porto Velho. Para os dois cargos, podem concorrer pessoas de ambos os sexos, que tenham no mínimo o 2º grau completo. A experiência é exigida apenas para o cargo de motorista. Para conseguir mais informações, basta ligar para o fone  3222-3635 e falar com Leide Jane.

PERGUNTINHA

Com tantas emendas, mudanças, benefícios para essa e aquela categoria, sobrará alguma coisa para, realmente, modificar as mudanças na legislação da Previdência ou tudo se tornará apenas mais um projeto cheio de remendos?

*Sérgio Pires –  BLOG: https://www.facebook.com/opiniaodeprimeira?fref=ts

    Imprimir       Email
  • Publicado: 3 meses atrás, em 11 de maio de 2017
  • De:
  • Última modificação: maio 11, 2017 @ 10:06 am
  • Arquivado em: Colunas, Sergio Pires

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar também...

Prefeito perde a paciência e troca secretários infrutíferos; tucano também corta relações com vice e dois vereadores

leia mais →