Carregando...
Você está aqui:  Home  >  Colunas  >  artigo atual

Em uma futura extinção em massa, os ratos gigantes poderão dominar o mundo

De   /  18 de maio de 2017  /  Sem comentários

    Imprimir       Email

No dia 22 de abril de 1500, as Caravelas de Cabral chegam ao Brasil, e os navegantes ficaram deslumbrados com a beleza da terra “descoberta”. A armada de Cabral era composta por 10 naus, três caravelas e cerca de 1.500 homens. Entre eles, nobres, religiosos, estudiosos, médicos, carpinteiros, artesãos, funcionários da Coroa, imediatos, contramestres, guardas, marinheiros e degredados, além de centenas de Camundongo.

Grandes roedores

Por falar na família dos murídeos, se a Terra passasse por um novo processo de extinção em massa, como o que culminou com o fim dos dinossauros, um animal seria o mais apto a manter-se vivo em condições inóspitas – segundo pesquisador da Universidade de Leicester, no Reino Unido.

Esse animal é o rato. Os cientistas dizem que a espécie mudaria e, com o tempo se tornaria bem maior do que é hoje. Esses grandes roedores poderiam chegar a ter o tamanho de uma capivara, por exemplo, até de uma cachorro. É mole?

Dinossauro

Segundo a história geológica, as extinções em massa já atingiram a Terra pelo menos cinco vezes. A extinção mais recente aconteceu há cerca de 65 milhões de anos, quando, acredita-se, que um poderoso asteróide atingiu o planeta levantando uma nuvem de poeira persistente que dizimou os dinossauros.

Chegando ao poder

Nesse cenário, me parece que, os pequenos mamíferos que desembarcaram na Bahia, precisamente em Porto Seguro, aproveitaram o novo espaço disponível e o ecossistema Brasileiro favorável a evolução da espécie se multiplicaram tornaram-se bem maiores dominando o espaço ecológico deixado pelos dinos, chegando ao poder.

Ameaça

Alguns pesquisadores acreditam que o planeta está à beira de uma próxima extinção em massa que pode atingir nos próximos séculos, como resultado da degradação ambiental feita pelo homem. “Pessoalmente acho que muitas coisas já estão em extinção, neste último século centenas de espécies foram extintas, algumas espécies tornaram-se ameaçadas de extinção. Entre elas o homem verdadeiro, íntegro e honrado, a moralidade, a justiça e a honestidade, conceitos praticamente em extinção no seio da sociedade”.

Extinção em massa

Preocupados os pesquisadores montaram um experimento a fim de descobrirem quais os animais mais propensos a sobreviver e repovoar a terra se esta extinção em massa realmente acontecer. Os resultados apontam que os ratos seriam os melhores candidatos. [!]

A idéia de que nesse contexto o rato seria o mais apto a sobreviver chegou aos cientistas após análise de diversas espécies que apontou que os roedores iriam se dar bem devido à sua comprovada capacidade de se infiltrar na maior parte do território.

Terremoto

Na verdade já estamos vivenciando. Durante esta semana, nos deparamos com notícias bombásticas de que um grande navio repleto de grandes ratões canibais colidiu com um grande meteoro chamado Lava-Jato, causando grande ameaça ao continente que vivemos. Diante dos fatos relatados e divulgados, mostra o quanto os políticos estão sendo rápidos em alterar negativamente o planeta.

Au, au ou miau, miau…

Do convés vejo homens e mulheres, pregando ordem e progresso, vociferando uníssono contra o povo, dominando todo o convés, com poderes concedidos a si mesmos. Soberbos em seus ternos gritam mesóclises equívocas, acabaremos com a roubalheira, enquanto enchem os bolsos de papéis das empreiteiras. Pregam medidas austeras em prol do equilíbrio do barco. Querem aos poucos gordos de um lado, a engordar quanto pudessem, e os magros do outro, acumulando apenas magreza.

Excesso

Nos porões, não consigo ficar ali. Vejo homens magros, sobretudo jovens negros, padecendo a aspereza dos remos tramando a revolta certeira. Na tua nau o ganho é mínimo: quem não aceitar, afogar-se-ia a solução. Na tua nau se dorme ao relento e sem nenhum cuidado médico, apenas com a certeza e garantia de que todo direito é excesso.

Antes que termine o dia

Por um instante cogitei me jogar ao mar, mas não quis te dar esse prazer. Me juntarei aos magros, ocuparei com eles o convés, beberei suas palavras tão firmes, me embriagarei de sua resistência. Escrevo esta mensagem, sobre o passado que habita o futuro com profunda tristeza. Antes que termine o dia, o que tão logo dirá o tempo.

Reis na ratice

A tua nau, meu caro Temer, é um navio negreiro que brotou dos profundos bueiros, você sabe muito bem que com raras exceções são todos roedores, e que também são infectos: são ratos grandes, eles se escondem até que então saem, nervosos e com muita energia, cheios de peste nas presas, furtivos e regressivos, animais velhos e covardes e violentos uma espécie de gangue: Reis na ratice, nos golpes, e ditam as regras de ratos pra todo mundo que seja um bom rato como eles. Quem não é rato, cuidado: pois há ratos brotando dos bueiros.

Temeroso

Mas um dia… E sempre há um dia! Assim como aconteceu com os dinossauros quando o poderoso asteroide atingiu a terra dizimando toda espécie, mesmo temeroso diante do que possa acontecer espero que essa  colisão entre esse meteoro chamado Lava-Jato e a esquadra de Cabral não só possa extinguir toda ratazana que causa tanto maleficio ao povo Brasileiro com possa preservar homens e mulheres de bem.

*(Edilson Neves, jornalista, diretor e Editor do Jornal Correio de Notícias de Rondônia/Registro DRT/0001047/RO)

 

    Imprimir       Email
  • Publicado: 5 dias atrás, em 18 de maio de 2017
  • De:
  • Última modificação: maio 18, 2017 @ 10:03 pm
  • Arquivado em: Colunas, Edílson Neves

Sobre o autor

Mictmr1964

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar também...

E os bandidos saíram ilesos, depois de ajudarem a limpar o país!

leia mais →