Carregando...
Você está aqui:  Home  >  Destaques  >  artigo atual

Mais de R$ 20 milhões serão investidos na infraestrutura para defesa agropecuária

De   /  19/05/2017  /  Sem comentários

    Imprimir       Email
Entre os objetivos dos investimentos está tornar Rondônia livre da aftosa sem vacinação

Entre os objetivos dos investimentos está tornar Rondônia livre da aftosa sem vacinação

Rondônia, RO – Os investimentos na Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron) ultrapassarão os R$ 23 milhões até o final de 2017. O recurso é proveniente do Fundo Estadual de Sanidade Animal (Fesa), que prevê que metade do arrecadado seja investido em infraestrutura para a defesa agropecuária.

No setor de transporte, está prevista a compra de mais 20 camionetes para continuar a renovação da frota terrestre, um avião anfíbio para fiscalização aérea, um caminhão truck, cinco lanchas e a reforma dos quatro barcos de grande porte Quero-Queros, totalizando quase R$ 5 milhões.Do total, mais de R$ 9 milhões serão para a área de tecnologia da informação, com capacitação de servidores, aquisição de 140 microcomputadores, 150 tablets, 68 notebooks, 30 impressoras de médio porte, 140 nobreaks, sistema de data center e em rede, conectividade e segurança. Em 2016 foram adquiridos 119 conjuntos de microcomputadores e 100 impressoras.

O presidente da Idaron, Anselmo de Jesus, explicou que os investimentos visam, entre outros motivos, melhorar as condições de trabalho dos servidores e de atendimento ao público, e principalmente cumprir as ações previstas para conseguir o certificado de área livre de febre aftosa sem vacinação.

“Estamos renovando nossa frota porque a Idaron demanda veículos bons para atuar em qualquer estrada ou nos rios, então nós precisamos ter uma frota sempre nova”.

Também haverá investimentos em construções e reformas de prédios. Atualmente, dois prédios estão em construção: um em Ministro Andreazza e outro em Urupá; e duas construções serão iniciadas ainda neste ano, além da reforma de 13 prédios de unidades de atendimento. As construções e reformas ultrapassarão os R$ 4,5 milhões.

Além de todos esses investimentos, serão comprados 43 kits para educação sanitária (com projetor multimídia, tela de projeção, caixa de som portátil, microfone, apresentador remoto e manequim), 210 centrais de ar, móveis, equipamentos de combate a foco de doenças e pulverizadores, totalizando R$ 3,6 milhões. Também será feito um termo de cooperação técnica com a Fundação de Amparo ao Desenvolvimento das Ações Científicas e Tecnológicas e à Pesquisa (Fapero) para estudos inerentes à defesa agropecuária.

“As nossas áreas da pecuária e da agricultura já se destacam nacionalmente, e para manter assim precisamos investir em infraestrutura, em tecnologia e em pesquisa para responder à altura dos nossos pecuaristas, nossos agricultores, enfim, todo o setor agropecuário”, afirmou Anselmo.

– Texto: Amabile Casarin

    Imprimir       Email
  • Publicado: 5 meses atrás, em 19/05/2017
  • De:
  • Última modificação: maio 19, 2017 @ 3:12 pm
  • Arquivado em: Destaques

Sobre o autor

Mictmr1964

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar também...

Ataque deixa mortos e feridos em colégio de Goiânia

leia mais →