Carregando...
Você está aqui:  Home  >  Nacional  >  artigo atual

Forças Armadas voltam à Rocinha no segundo dia de operações

De   /  11 de outubro de 2017  /  Sem comentários

    Imprimir       Email
Rio de Janeiro - Forças Armadas voltam à Rocinha para auxiliar a polícia em buscas no entorno da comunidade (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Forças Armadas ocupam a favela da Rocinha, no RioTânia Rêgo/Agência Brasil

As Forças Armadas voltaram hoje (11) à comunidade da Rocinha, na zona sul do Rio de Janeiro, para ajudar a Polícia Militar no segundo dia de operações de buscas pela mata do entorno da favela. Os militares continuam prestando apoio técnico aos policiais militares e civis.

Ontem, os militares prestaram o mesmo apoio à Polícia Militar. A favela vem sendo palco de confrontos entre grupos criminosos rivais, que disputam o controle dos pontos de venda de drogas ilícitas na Rocinha, desde meados de setembro.

Logo que começaram os confrontos entre criminosos, a polícia passou a reforçar a ocupação da Rocinha, com policiais de outros batalhões, além da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). As Forças Armadas ficaram uma semana na comunidade.

Ontem, a PM prendeu um homem suspeito de ser segurança do chefe de um dos grupos criminosos. Tales Juan Costa dos Santos, conhecido como Talibã, de 25 anos, tem três condenações criminais e é apontado como segurança pessoal de Rogério 157, que está foragido.

Também foi presa ontem Danúbia Rangel, que estava foragida há um ano e meio. Ela é mulher do chefe do outro grupo criminoso, Antônio Francisco Bonfim Lopes, conhecido como Nem, que está preso na Penitenciária Federal de Porto Velho, em Rondônia.

– Vitor Abdala/Agência Brasil

    Imprimir       Email
  • Publicado: 7 dias atrás, em 11 de outubro de 2017
  • De:
  • Última modificação: outubro 11, 2017 @ 10:26 am
  • Arquivado em: Nacional, Polícia

Sobre o autor

Mictmr1964

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar também...

Lula ataca ação policial na casa de seu filho

leia mais →