Carregando...
Você está aqui:  Home  >  Nacional  >  artigo atual

Bruno Araújo deixa Ministério das Cidades

De   /  13/11/2017  /  Sem comentários

    Imprimir       Email
Brasília - Presidente Michel Temer, participa da cerimônia de entrega do cartão reforma no palácio do planalto (Marcos Corrêa/PR)

Brasília – Presidente Michel Temer e o ministro Bruno Araújo durante cerimônia de entrega do Cartão Reforma Marcos Corrêa/PR

 

O ministro das Cidades, Bruno Araújo, entregou o cargo hoje (13) ao presidente Michel Temer. Em carta entregue ao presidente, Araújo agradece a confiança durante seu período à frente da pasta, mas não explica o motivo de sua saída. Ele elenca algumas ações do ministério durante sua gestão e encerra com um elogio ao governo Temer.

“Tenho a convicção, Sr. Presidente, que a serenidade da história vai reconhecer no seu governo resultados profundamente positivos para a sociedade brasileira. Receba minha exoneração e meus agradecimentos”, finalizou Araújo, na carta, cuja autenticidade foi confirmada por sua assessoria.

Araújo é deputado federal pelo PSDB de Pernambuco e assumiu o ministério em maio do ano passado. Ele participou da criação de programas como o Avançar e o Cartão Reforma. Nesta segunda, Bruno Araújo participou de evento relacionado ao Cartão Reforma no Palácio do Planalto e, logo após, entregou o cargo. Bruno Araújo reassume seu mandato como deputado federal.

A saída de Araújo acontece em meio a rumores no Palácio do Planalto a respeito de uma possível reforma ministerial que poderia envolver a saída de tucanos do governo, depois que o PSDB rachou durante a votação da denúncia contra Michel Temer na Câmara. O presidente, no entanto, nunca falou publicamente sobre a saída de ministros tucanos do primeiro escalão do seu governo.

 Marcelo Brandão/Agência Brasil

    Imprimir       Email
  • Publicado: 6 dias atrás, em 13/11/2017
  • De:
  • Última modificação: novembro 13, 2017 @ 4:55 pm
  • Arquivado em: Nacional

Sobre o autor

Mictmr1964

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar também...

PGR quer suspender depoimento de procurador ligado a Janot na CPMI da JBS

leia mais →