Carregando...
Você está aqui:  Home  >  Economia  >  artigo atual

Comitiva chinesa busca oportunidades de cooperação com a SUFRAMA

De   /  06/12/2017  /  Sem comentários

    Imprimir       Email

Integrantes da Associação das Cidades Irmãs da China (Cifca), entidade chinesa que cumpre desde sábado (2) missão de prospecção em Manaus com o objetivo de analisar oportunidades de cooperação entre cidades-irmãs da China e do Brasil, visitaram nesta terça-feira (5) a sede da SUFRAMA, onde reuniram-se com dirigentes e técnicos da autarquia a fim de conhecer mais sobre o modelo Zona Franca de Manaus (ZFM) e possibilidades de intercâmbio e cooperação com a região.

A comitiva da Cifca, composta pelo secretário geral, Qing Boming, pelo chefe de setor, Liu Yan, e pelo gerente de Projetos, Zhang Min, foi recepcionada pelo superintendente adjunto Executivo da SUFRAMA, Gustavo Igrejas, que esteve acompanhado na audiência por servidores das áreas de Estudos Econômicos e Empresariais e Comércio Exterior. O deputado estadual pelo Amazonas, Adjuto Afonso, também acompanhou a comitiva.

Durante a reunião, além de fazer uma apresentação histórica sobre o modelo ZFM e enfatizar suas principais peculiaridades nas áreas industrial, comercial e agropecuária, Igrejas ressaltou que as possibilidades de complementariedade com a China são diversas, uma vez que o Polo Industrial de Manaus (PIM), por exemplo, adquire insumos produtivos em grande quantidade daquele país. A coordenadora-geral de Estudos Econômicos e Empresariais da SUFRAMA, Ana Maria Souza, por sua vez, lembrou que já existe uma infraestrutura logística capaz de ampliar as relações comerciais entre o Amazonas e a China. “A Área de Livre Comércio de Brasileia/Epitaciolândia, no Estado do Acre, já trabalha com exportações de carne suína e de frango para a China através dos portos do Peru, usando a Rodovia Transoceânica, e a ALC de Tabatinga (AM) também é uma possibilidade por fazer fronteira com o Peru e com a Colômbia. Então já há uma infraestrutura logística que faz com que Manaus possa tanto escoar produção quanto importar e exportar insumos, por conta da interligação com o Pacífico”, detalhou a coordenadora.

Ao final das apresentações da SUFRAMA, os representantes da comitiva ouviram ainda explicações sobre as contrapartidas exigidas das empresas instaladas na região, entre as quais o Processo Produtivo Básico (PPB), e buscaram também esclarecer dúvidas relacionadas principalmente aos incentivos fiscais do modelo ZFM e os tipos de produtos passíveis de fabricação no PIM.

Também foi discutida, ao final da reunião, a possibilidade da assinatura de um protocolo de intenções para estudar de forma mais detalhada todas as possibilidades de complementariedade. Da parte da SUFRAMA, as intenções são reais. “Temos total interesse em manter e ampliar essa cooperação. Essa é a primeira conversa de muitas que poderão ocorrer para que possamos analisar os pontos de convergência e entender as reais possibilidades de fazermos negócios proveitosos para ambos os lados”, completou o superintendente Gustavo Igrejas.

Cifca

A Cifca foi fundada em 1992 e é responsável por coordenar e supervisionar o trabalho para estabelecer e desenvolver relações de amizade entre a China e cidades de outros países, fornecendo orientações e trocando informações, em uma base voluntária, de igualdade e benefício mútuo. A entidade vem aumentando o intercâmbio e a cooperação nos domínios da economia, promovendo a cooperação prática e implementando a política externa de paz e a serviço do desenvolvimento local.

– Texto: Diego Queiroz – Foto: Layana Rios – CGCOM

    Imprimir       Email
  • Publicado: 2 semanas atrás, em 06/12/2017
  • De:
  • Última modificação: dezembro 6, 2017 @ 8:05 am
  • Arquivado em: Economia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode gostar também...

Linhas de transmissão de energia leiloadas vão gerar economia de R$ 620 milhões

leia mais →