Carregando...
Você está aqui:  Home  >  Destaques  >  artigo atual

Prefeito Hildon foge na primeira discussão aberta sobre OSS na escola São Miguel

De   /  14/05/2018  /  Sem comentários

    Imprimir       Email

Zona leste/Porto Velho, RO – Incomodado com a grande massa comunitária que divergem do seu posicionamento sobre as Organizações Sociais na Saúde, o prefeito Hildon Chaves vem sendo acusado de abandonar o público sem dar explicações, tal qual recentemente fez no distrito de Nova Califórnia.

Desta vez, ele teria fugido ao debate sobre a implantação das OSS na saúde municipal que teve lugar na Escola Municipal São Miguel, na divisa dos bairros Socialista com o Jardim Santana. No local, segundo conselheiros de saúde (Estado e Município), mais de 200 pessoas lotaram a escola.

Acossado ainda no portão principal, o prefeito tucano teria optado, após receber instruções da chefia da segurança do gabinete e de vereadores aliados, desistiu da audiência encarregando-os para “puxarem a aprovação junto à comunidade dos contratos com as OSS”, afirmou um conselheiro de saúde.

A vereadora Elis Regina (PCdoB-Sindeprof) discursava e na ocasião afirmou que, “servidor algum da saúde vai ser demitido com a entrada das Organizações Sociais de Saúde”. Não chegou ao que queria. Foi retrucada com a denúncia de que, cada edil da base aliada, teria cerca de 70 indicações nas OSS.

Este site, apurou junto a um ex-vereador da base aliada do ex-Prefeito Mauro Nazif que, vereadores que criticavam o prefeito nos bastidores, agora, defendem a implantação das OSS no sistema de saúde municipal.

O ex-vereador e ex-conselheiro de saúde durante os anos 2013 e 2016, disse ainda que, “os contratos das OSS precisam passar pela aprovação da comissão de políticas de saúde”. É lá que, inclusive com checagem da veracidade das audiências (participação do poder público, político e da sociedade civil), que “tudo deve ser discutido logo após audiências públicas”. Inclusive com a observância do Ministério Público.

Do jeito que o prefeito Hildon Chaves, vereadores estão promovendo as audiências, nem mesmo com aprovação prévia do Conselho Municipal de Saúde na qualidade de órgão máximo de deliberação e fiscalização do SUS da Capital, o tucano se livraria das garras do Ministério Público, garantiu a fonte.

Afora a audiência da Escola São Miguel, onde o prefeito abandonou o evento ainda à porta do estabelecimento diante de centenas de pessoas indignadas com a crise na saúde municipal, os participantes disseram que “iriam à Promotoria da Saúde oferecer denúncias sobre o desvio de finalidade das audiências tocadas pelo prefeito e vereadores”.

Sobre as Organizações Sociais de Saúde no âmbito de Porto Velho, o consultor jurídico João Roberto Lemes, diz que “em outras capitais há denúncias de fraudes em contratos, em questões trabalhistas e até a possibilidade de desvios de finalidade”.

Segundo ele, “as entidades de classe serão afetadas com a entrada do processo de terceirização de nova mão-de-obra em detrimento, por exemplo, de Agentes Comunitários de Saúde (ACS) ou Agentes de Endemias”, já que não terão garantia de que ficarão nas empresas ligadas às OSS na saúde pretendida pelo prefeito Chaves.

Com o fiasco da primeira audiência pública – que começaria pelos bairros Socialista e Jardim Santana no dia 5 passado – além das OSS receber milhões de reais pelos contratos por ano para fazerem essa interlocução com o prefeito e os vereadores, conselheiros de saúde (Município e Estado), alertam o Ministério Público para que obrigue o prefeito Hildon Chaves assumir sua própria competência para fazer isso; já que é uma obrigação do poder público.

Enfim, um conselheiro anônimo declarou que, “quando o gestor começa a agir dessa forma, fazendo audiências temporãs em bairros afastados, sem a observância do Ministério Público (Estadual e Federal), é porque está implícito nas propostas de governo que nunca iria respeitar as tratativas conjuntas entre poder público, político e com a sociedade civil”, arrematou o interlocutor junto a este site de notícias.

– da Redação/por Xico Nery

    Imprimir       Email
  • Publicado: 2 meses atrás, em 14/05/2018
  • De:
  • Última modificação: maio 14, 2018 @ 9:24 am
  • Arquivado em: Destaques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *