Carregando...
Você está aqui:  Home  >  Esporte  >  artigo atual

Depois da queda, “Seduzidos mais por valor comercial do que esportivo’ de Neymar, Real e PSG começam ‘maior guerra’ da história

De   /  09/07/2018  /  Sem comentários

    Imprimir       Email

A queda da seleção brasileira na Copa do Mundo de 2018, em Kazan, pode ter dado início a uma semana tensa que antecederá a “maior guerra comercial” entre dois clubes de futebol. Ao menos é o que diz o diário El País, deste domingo.

A publicação destaca o fim da jornada do brasileiro na Copa da Rússia, antevendo uma provável disputa entre Nasser al-Khelaifi, presidente do Paris Saint-Germain, e Florentino Pérez, mandatário do Real Madrid. Ambos aguardam um sinal de Neymar, que não seja a mensagem do Instagram dizendo ser “difícil encontrar forças para seguir jogando futebol”.

Neymar não teria deixado claro, antes de defender a seleção brasileira, se iria pedir para defender a equipe de Madri na próxima temporada, ou se ficaria mais ao menos um ano em Paris. E as especulações aumentam.

O El País diz que um funcionário do PSG explicou a situação afirmando que o clube espera que Neymar peça mais direitos, a contratação de algum jogador ou a venda de outros, e que a prioridade de Al-Khelaifi seria exclusivamente de agradar o craque.

Também relatam que outros funcionários do clube francês foram surpreendidos ao informar quem seria o próximo treinador. “Quem é Tuchel?”, teria respondido Neymar, sem demonstrar conhecimento ao ser informado que Thomas Tuchel havia comandado o Borussia Dortmund recentemente.

A proposta do Real Madrid, dizem, seria de vencimentos na casa dos 37 milhões de euros por temporada, e as portas ficariam ainda mais aberta com a provável saída de Cristiano Ronaldo. Afinal, um dos motivos que teriam levado Neymar a sair do Barcelona seria o fato dele estar “na sombra” de Messi.

Outro destaque da publicação é sobre o real valor de Neymar, afirmando que tanto PSG quanto Real Madrid estariam “mais seduzidos pelo enorme peso comercial do que por sua realidade esportiva”.

A explicação seria uma ponderação feita por um representante do Barcelona, que teria afirmado que Pedro havia conquistado mais que Neymar, dizendo que ambos conquistaram a Champions com Messi, mas Pedro, hoje no Chelsea, já tinha conquistado a Copa do Mundo como titular da seleção espanhola.

– ESPN.com.br (19 horas atrás) © BENJAMIN CREMEL/AFP/Getty Images

    Imprimir       Email
  • Publicado: 1 semana atrás, em 09/07/2018
  • De:
  • Última modificação: julho 9, 2018 @ 8:12 am
  • Arquivado em: Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *