Image

Edilson Neves

colunista edilson

Gozada dos direitos Humanos (CIDH)

Em um relatório divulgado pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) das Organizações dos Estados Americanos (OEA) fez algumas observações, afirmando que o processo de fortalecimento institucional da área de direitos humanos no Brasil sofreu uma espécie de congelamento. Segundo o relatório, o Brasil continua com problemas estruturais e que precisam ser solucionados.

Leia mais...

Brasil vira palco da vergonha

Estamos diante de acontecimentos inexplicáveis, ou melhor, “explicáveis” até demais. Toda verdade veio à tona, todos os crimes provados, todas as mentiras descobertas. O esperado já aconteceu e nada mudou. Os culpados estão presos, e o teatro da vergonha continua em cartaz.

Leia mais...

Robson Oliveira

colunista robson

Resenha Política

A expectativa é que anuncie os secretários no decorrer da próxima semana.

Leia mais...

Resenha Política

O primeiro tem reunido um número razoável de parlamentares em torno do seu projeto, mas ainda insuficiente para estufar o peito e garantir a vitória

Leia mais...

Sérgio Pires

colunista sergio

Abandono, desrespeito, sol e chuva: no Hospital João Paulo II, se vê cenas diárias do Inferno de Dante

Infelizmente, as imagens são reais. Infelizmente elas estão ali, todos os dias, ante os olhos da população e das autoridades. Lamentavelmente, elas resumem a maneira como a população pobre, sofrida, atirada às traças, abandonada, sem perspectiva, é tratada, na grande maioria dos casos, nas questões da saúde pública, não só aqui, mas em cada recanto desse país. O que o jornalístico SIC NEWS (SICTV/Record) mostrou na noite dessa quarta, com cenas como se fossem de um hospital de campanha, num campo de refugiados de guerra, são na verdade do Hospital de Pronto Socorro João Paulo II, sempre superlotado, sempre com mais que o dobro da sua capacidade.

Leia mais...

Escolha um palavrão e o use contra a Aneel: ela autorizou aumento na conta de energia de mais de 25 por cento, numa só tacada

Tem alguma palavra, que não seja um enorme e sonoro palavrão, que possamos dizer para resumir a vergonhosa decisão de aumentar, com números superlativos, a nossa já caríssima conta de energia, mesmo que estejamos entre os maiores produtores dela, nesse enorme Brasil? Que expressões de desabafo, que não sejam de palavras agressivas e furiosas, se poderia usar para resumir a indignação com a decisão da diretoria da Aneel, tomada ontem, de forma surpreendente, dentro de salas trancadas, autorizando um aumento médio de 25,34 por cento na conta de energia elétrica do rondoniense? E já a partir desta quinta, 13 de dezembro?

Leia mais...