SBT exibe comercial com slogan do regime militar

Exibição de peça publicitária com o slogan 'Brasil: ame-o ou deixe-o', do regime militar, teve repercussão negativa e foi retirada de circulação

 O SBT passou exibiu terça-feira, 6, comerciais de temática nacionalista, com as cores da bandeira nacional e pontos turísticos do país. Em uma das peças publicitárias, um locutor diz: “Brasil: ame-o ou deixe-o”, frase conhecida como um dos slogans do regime militar.

A frase, dita ao som do Hino Nacional, é associada à então repressão de movimentos e idéias contrárias ao regime militar brasileiro.

O SBT informou que não irá “se pronunciar por questões estratégicas”, mas, segundo o blogueiro Mauricio Stycer, do portal Uol, a emissora decidiu interromper a exibição do comercial após a repercussão negativa.

A frase “Brasil: ame-o ou deixe-o” foi criada durante o governo de Emílio Garrastazu Médici (1969-1974), período em que foi registrada a maior repressão a opositores do regime militar. Um relatório da Comissão Nacional da Verdade aponta que 98 pessoas foram mortas por motivações políticas naquele período.

Outras cinco peças publicitárias com teor nacionalista exibidas pelo SBT foram: “Eu te amo, meu Brasil”, “Brasil de encantos mil”, “Pra frente Brasil”, “Brasil, pátria amada” e “Brasil, terra adorada”.

Os comerciais desencadearam inúmeras reações nas redes sociais, incluindo de políticos. Manuela D’Ávila (PCdoB) sugeriu que o SBT “enaltece a ditadura”. Em sua conta no Twitter, a candidata a vice-presidente na chapa de Fernando Haddad afirmou que “Brasil, ame-o ou deixe-o’ não é sobre amor e patriotismo. É sobre a violência do exílio e do desterro. Tirem o cavalinho da chuva: vamos ficar, lutar e defender a democracia. Por amor ao Brasil”.

Guilherme Boulos, candidato do PSOL à Presidência, disse que “a mesma imprensa que foi censurada na ditadura revela um saudosismo masoquista na tentativa de agradar Bolsonaro. O medo de perder verba publicitária é maior que a dignidade”.

(Fonte: Uol)


Imprimir   Email

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar