Governadores articulam frente para pressionar por aprovação da reforma

Governadores eleitos estão articulando uma frente pró-reforma da Previdência, para garantir a aprovação do texto no ano que vem, com regras que alcancem os servidores estaduais. O movimento já conta com o apoio de João Doria (SP), Ronaldo Caiado (GO), Eduardo Leite (RS), Romeu Zema (MG) e Hélder Barbalho (PA). Para ampliar o apoio, o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, já marcou, para o fim de janeiro, uma reunião com os governadores.

Após embargos, União Européia virá ao Brasil inspecionar frigoríficos em 2019

A União Europeia anunciou que fará inspeções em frigoríficos de carne bovina e de frango do Brasil em 2019. Fábricas de processamento de pescados também serão visitadas pelas autoridades sanitárias do bloco. Ainda não há, porém, data definida para a visita, disse o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, em mensagem enviada em um grupo no aplicativo de mensagens WhatsApp.

Liminar impede uso de dinheiro de fundo judiciário para pagamento de salários do Tribunal

O projeto de lei foi enviado para a Assembleia Legislativa (ALE-RO) este mês para que a verba do fundo fosse utilizada na folha de pagamento.

Rondônia vai pagar em dinheiro a quem fizer ações em favor do meio ambiente

“Esta lei é indispensável para a sustentabilidade ambiental, social e econômica de Rondônia. ” A afirmação voltou a ser dita pelo deputado Lazinho da Fetagro (PT) ao comemorar a sanção da Lei nº 4.437/20187, que institui a Política Estadual de Governança Climática e Serviços Ambientais do Estado de Rondônia.

Orçamento para Rondônia em 2019 é de R$ 8,1 bilhões

A Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE-RO) aprovou, ontem,  a Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2019. Ao todo, a receita estimada ficou em mais de R$ 8,1 bilhões disponíveis aos órgãos estaduais para despesas com manutenção, serviços e pessoal. Com o valor aprovado, o orçamento registrou alta de 4,3% em relação ao ano passado.

Dona Dayanni garante: "reajuste da energia é legal e poderia ser maior se Ceron não fosse vendida"

Uso das termoelétricas, custo de geração e transmissão são os motivos alegados pelo grupo Energisa para justificar o reajuste de mais de 25% na tarifa de energia elétrica em Rondônia. Autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), e em vigor desde o dia 13 de dezembro, o percentual não agradou aos rondonienses, mas a empresa garante que está agindo dentro da legalidade.

Estado compra 11,6 mil quilos de café robusta e impulsiona produção rondoniense

A produtividade e comercialização do café robusta de Rondônia ganha novo fôlego com a aquisição de 11,6 mil quilos do produto pelo governo estadual. A compra foi efetuada por meio de licitação especial que promove e incentiva a cadeia produtiva do grão, mas que também servirá como exemplo motivador para outros segmentos produtivos rondonienses. O consumo da bebida ocorrerá a partir de 2019 nos órgãos públicos instalados no Palácio Rio Madeira, em Porto Velho.

Embraer e Boeing aprovam fusão e aguardam aval do governo

O conselho também já autorizou envio de notificação solicitando a aprovação prévia da União.

 Grupo em defesa do consumidor pede R$ 10 milhões de indenização da Energisa e Aneel

Com pedido de tutela provisória de urgência, a ação contra a Aneel e a Energisa/Centrais Elétricas de Rondônia (Ceron) pede ainda a condenação da Companhia e da Aneel ao pagamento de indenização por danos sociais em valor não inferior a R$ 10 milhões...