O futuro do Mercosul é tema de seminário

Encontro recebeu o embaixador do Uruguai no Brasil, o cônsul-geral da Argentina, o adido comercial do Consulado do Paraguai, entre ouras autoridades e empresários

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), por meio do seu Conselho de Relações Internacionais, realizou, nesta quarta-feira (7), o seminário “Comércio Intra-Mercosul”. O evento apresentou uma visão geral sobre o volume de negócios nos quatro países (Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai) e abordou as perspectivas e oportunidades no bloco. Estiveram presentes o embaixador do Uruguai no Brasil, Gustavo Vanerio Balbela; o cônsul-geral da Argentina, Luis Castillo; e o adido comercial do Consulado do Paraguai em São Paulo, Sebastian Bogado, entre outras autoridades e empresários.

O vice-presidente da FecomercioSP e presidente do Conselho de Relações Internacionais da Federação, Rubens Medrano, abriu o seminário declarando que a Entidade apoia e acredita no Mercosul como instrumento de geração social de empregos e inserção de pequenas e médias empresas dentro do universo do comércio internacional. Contudo, defendeu que são necessárias alterações substanciais no bloco, principalmente em relação a barreiras tarifárias, convergência das normas aduaneiras e entendimento sobre regras de origem.

Para embaixador do Uruguai, Gustavo Vanerio Balbela, é necessário harmonizar as políticas regionais e setoriais, investir em infraestrutura nas fronteiras e melhorar o impacto da competitividade de toda a logística. ”Temos que ter um procedimento comum para combater práticas desleais, com aplicação do direito antidumping. Além disso, há um atraso significativo de integração que pode ter um preço considerável e resultar em uma perda de espaço referencial no mundo”, completou.

O cônsul-geral da Argentina, Luis Castillo, defendeu que qualquer reformulação que se faça no Mercosul daqui para frente precisa levar em conta o cenário do que comparou ser uma “nova Guerra Fria”, envolvendo os interesses comerciais e financeiros de Estados Unidos e China. Nesse sentido, comentou que é preciso cautela para o próximo governo.

Para o adido comercial do Consulado do Paraguai em São Paulo, Sebastian Bogado, o mundo está se reconfigurando, e é a oportunidade de o Mercosul se modernizar. “É importante sublinhar a importância de nos mantermos juntos. Mesmo com as nossas imperfeições no Mercosul, somos mais fortes juntos do que separados.”

No segundo painel, foram apresentados cases de sucesso, com a moderação do presidente da Câmara de Comércio Argentino Brasileira, Federico Servideo, e as apresentações do diretor comercial da Santa Helena, Luis Bertella (Brasil); da diretora comercial da Exel Cosméticos, Sabrina Viana (Argentina); do CEO da Tea Connection, Ricardo Ouiroz (Argentina); do sócio-diretor da La Tregua, Juan Fontana (Uruguai); e do diretor comercial da MB Maquila, Roberto Dal Medico (Paraguai).

Sobre a FecomercioSP

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) é a principal entidade sindical paulista dos setores de comércio e serviços. Congrega 137 sindicatos patronais e administra, no Estado, o Serviço Social do Comércio (Sesc) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). A Entidade representa um segmento da economia que mobiliza mais de 1,8 milhão de atividades empresariais de todos os portes. Esse universo responde por cerca de 30% do PIB paulista – e quase 10% do PIB brasileiro –, gerando em torno de 10 milhões de empregos.

(Assessoria de imprensa FecomercioSP/Clarisse Ferreira - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.)


Imprimir   Email

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar