Polícia argentina prende brasileiro acusado de pedofilia

A polícia da Argentina prendeu na cidade de Villa La Rana, localizada na província de Buenos Aires, um homem de cidadania brasileira, acusado de pedofilia, segundo confirmou o Ministério de Segurança, nesta terça-feira.

Cirurgiões russos substituem laringe com câncer por parte de intestino do paciente

Homem que passou por procedimento já pode comer e falar normalmente.

Fundadores do Instagram anunciam saída da empresa

Systrom e Krieger fundaram o Instagram em 2010, rede social que o Facebook adquiriu dois anos depois por cerca de US$ 1 bilhão. 

Senador Ted Cruz é alvo de protestos e abandona restaurante em Washington

Nas imagens, o republicano, antes de deixar o estabelecimento, se dirige a uma mulher e diz: "que Deus te abençoe".

Primeiro-ministro da Suécia é destituído do cargo por uma moção de censura

O primeiro-ministro da Suécia, o social-democrata Stefan Lofven, foi destituído do cargo nesta terça-feira, pelo Riksdag (Parlamento), ao perder uma moção de censura apresentada contra ele pela oposição por 204 a 142 votos.

Trump consegue 1ª conquista comercial ao revisar pacto com Coreia de Sul

Estados Unidos e Coreia do Sul assinaram nesta segunda-feira uma revisão de seus tratados em comércio, o que marca a primeira vez em que o presidente americano, Donald Trump, conseguiu modificar um acordo nesta área desde que chegou ao poder.

Rouhani pede à comunidade internacional para "se opor firmemente" aos EUA

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, considera que a comunidade internacional deve se opor firmemente à violação dos acordos por parte dos Estados Unidos, afirmou nesta terça-feira a presidência do país, através de um comunicado.

Começa na Argentina a quarta greve geral contra o governo de Mauricio Macri

 

A quarta greve geral contra a política econômica do governo de Mauricio Macri, convocada pela principal central sindical da Argentina, começou à 0h (hora local) desta terça-feira e vai durar todo o dia.

Primeiro-ministro da Suécia é destituído do cargo por uma moção de censura

 

O primeiro-ministro da Suécia, o social-democrata Stefan Lofven, foi destituído do cargo nesta terça-feira, pelo Riksdag (Parlamento), ao perder uma moção de censura apresentada contra ele pela oposição por 204 a 142 votos.