Hydro Alunorte anuncia retomada de 50% da produção em Barcarena, no Pará

Na semana passada, a refinaria chegou a divulgar a suspensão das atividades

Uma autorização do Ibama para que a Alunorte use novas tecnologias para processar resíduos da bauxita levou a empresa a decidir pela retomada da produção com 50% da sua capacidade.

A atividade na refinaria localizada em Barcarena terá a supervisão da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará. A retomada será gradativa e deve chegar à meta em duas semanas.

Em nota, a Alunorte diz que a mina de bauxita de Paragominas também vai retomar suas atividades. Juntas, as duas unidades empregam cerca de cinco mil pessoas.

Na semana passada, a empresa foi questionada pelo governo do Pará e pelo Ministério Público por anunciar a suspensão de suas atividades sem diálogo com os órgãos públicos. A justificativa da Alunorte era falta de capacidade de processamento e armazenamento de resídios em decorrência de restrições impostas a partir de decisões judiciais.

De acordo com o Ministério Público, em fevereiro deste ano, após fortes chuvas, houve vazamento de rejeitos dos depósitos da refinaria de alumina, em Barcarena. A Alunorte nega que isso tenha ocorrido, mas passou a adotar algumas medidas preventivas e a se comprometer com projetos de compensação socioambiental. Umas das medidas preventivas é a operação com 50% da capacidade.

Um termo de ajustamento de conduta determina que a empresa faça melhorias técnicas e realize auditorias. Também ficou estabelecido o pagamento de cartões de alimentos para famílias que vivem na área hidrográfica do rio Murucupi.

Nesta terça-feira, o Ministério Público Federal e o Ministério Público do Pará anunciaram nova audiência pública em Barcarena. O evento está marcado para a próxima terça-feira, dia 16.

O objetivo da audiência é informar a comunidade e receber críticas ou sugestões sobre a atuação dos promotores e procuradores para reduzir os impactos socioambientais das atividades da Alunorte na região.

Fonte: Agência Brasil


Imprimir   Email

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar