Tereza Cristina é confirmada para o Ministério da Agricultura

A deputada será a primeira ministra da equipe de Jair Bolsonaro

ALE aprova projeto que altera denominação de categoria funcional da Polícia Civil                    

Com a modificação, datiloscopista policial passa a ser denominado de perito papiloscopista

2ª Turma determina início da execução da pena imposta ao deputado Nilton Capixaba

Por unanimidade, o colegiado rejeitou os segundos embargos de declaração apresentados pela defesa do parlamentar contra a condenação e determinou o início do cumprimento da pena.

General Augusto Heleno vai para o Gabinete de Segurança Institucional

O vice-presidente eleito, general da reserva Hamilton Mourão, confirmou hoje (7) que o general da reserva Augusto Heleno será nomeado ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) no governo eleito Jair Bolsonaro. Antes, ele estava confirmado para o Ministério da Defesa.

Decreto regulamenta transição administrativa do governo de Rondônia para o governador eleito

Governador Daniel Pereira coordena a equipe de transição juntamente com o governador eleito.

Sérgio Moro vê Bolsonaro “moderado” e diverge sobre MST e armas

Jair Bolsonaro afirmou na TV que vai “cortar a cabeça” de membros da equipe que criticarem o Governo publicamente. Também disse, na segunda-feira, que Sérgio Moro, seu futuro superministro da Justiça, terá carta branca para atuar nas áreas de combate à corrupção e crime organizado, mas também fez questão de frisar que não abandonará bandeiras de campanha.

Ministro diz não ser possível reduzir impostos

Ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, não vê espaço para redução de impostos - Arquivo/Agência Brasil

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, considera que existe espaço para simplificar o sistema tributário brasileiro, mas não é possível reduzir impostos. A declaração foi feita no programa Roda Viva, da TV Cultura, na noite de segunda-feira (5).

Candidatos que disputaram o 1º turno têm até hoje para prestar contas

Também vence nesta terça-feira o prazo para retirada de propaganda

Convênio entre governo de Rondônia e Prevcom é aprovado pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar

A Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) aprovou o convênio firmado entre o governo de Rondônia e a Fundação de Previdência Complementar do Estado de São Paulo (SP-Prevcom). A medida, publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira (6/11), vincula os novos concursados ao plano de benefícios Prevcom RO dos servidores públicos rondonienses.