Conselho Municipal de Saúde recomenda que Porto Velho tenha isolamento mais restritivo

Documento pede decreto de isolamento por 14 dias. Prefeitura informou que Conselho Estadual de Saúde deve ser ouvido antes de decisão.

O Conselho Municipal de Saúde de Porto Velho (CMSPV) emitiu uma recomendação ao prefeito da capital, Hildon Chaves, para que seja decretado o Distanciamento e Isolamento Social, com funcionamento apenas dos serviços essenciais na cidade, por 14 dias.

A recomendação leva em consideração um estudo realizado pelo professor doutor Tomás Daniel Rodrigues e a professora doutora Ana Lúcia Escobar, que aponta que “diante da velocidade real da transmissão verificada nos últimos 30 dias, a não adoção de medidas de isolamento social ampliado levará a um crescimento no número de casos [da Covid-19] e internações”.

No texto, o conselho recomenda, com máxima urgência, o decreto de Distanciamento Social Ampliado em Porto Velho pelo prazo de 14 dias, com a permissão de funcionamento somente de serviços essenciais, como: supermercados, farmácias e drogarias, panificadoras e postos de combustíveis.

O documento ainda cita o decreto do Governo do Estado publicado esta semana, que passou a capital da fase 1 para a fase 2 do Plano “Todos por Rondônia”.

Segundo o conselho, o decreto estadual promoveu um “abrupto relaxamento do isolamento social […] alterando e abrandando as regras do cálculo para o enquadramento das fases, destoando das recomendações internacionais e do próprio Ministério da Saúde”.

A Prefeitura de Porto Velho informou que o prefeito Hildon Chaves vai analisar a recomendação e disse em nota que pretende ouvir também o Conselho Estadual de Saúde antes de tomar uma decisão, “em respeito ao pacto federativo e a harmonia entre os poderes e esferas governamentais”.

Fonte: G1/RO

Spread the love

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *