Rondônia reforça equipamentos de saúde  em Guajará-Mirim e Nova Mamoré

Rondônia reforça equipamentos de saúde em Guajará-Mirim e Nova Mamoré

Os equipamentos Serão utilizados nos leitos de tratamento intensivo para atender os contaminados pelo coronavírus.

Os Municípios de Guajará-Mirim e Nova Mamoré, receberam os ventiladores pulmonares mecânicos e equipamentos hospitalares com o propósito de fortalecer as ações no combate ao coronavírus e garantir maior assistência à população. A entrega feita pelo governo do Estado na manhã do último sábado (20), visando o enfrentamento à Covid-19, prevendo menos impacto negativo à saúde.

A presença contou com o governador do Estado, coronel Marcos Rocha, e o secretário de saúde Fernando Máximo, no quartel do 6º Batalhão de Polícia Militar (BPM) que também aproveitaram para esclarecer pontos verdadeiros sobre o Hospital Regional de Guajará-Mirim.

Foram entregues para o combate à Covid-19 equipamentos modernos tais como: um ventilador beira leito e um ventilador transporte para Guajará-Mirim; um ventilador beira leito e um ventilador transporte para Nova Mamoré; bem como quatro monitores cardíacos; aparelho de raio-X; camas; mesas de cabeceira; suportes de soro e escadas.

Todo material entregue pelo governador Marcos Rocha serão utilizados nos leitos de tratamento intensivo para atender os contaminados pelo coronavírus. Os ventiladores pulmonares mecânicos são equipamentos essenciais para tratar pessoas com a Covid-19 e que apresentem o sintoma mais grave da doença.

Os ventiladores de leito podem ser usados em ambiente hospitalar em pacientes de média complexidade de Covid-19 e em pacientes crônicos no atendimento domiciliar. Já os ventiladores de transporte são usados em pacientes que necessitam do suporte respiratório enquanto são deslocados em curtos trajetos ou por curtos períodos de tempo.

O governador Marcos Rocha ratificou a importância de vários equipamentos que foram entregues para potencializar a saúde e atender Guajará-Mirim e Nova Mamoré. “É a união de esforços que vai fazer a diferença para melhoria do atendimento e qualidade de vida à população”, disse o governador também lembrando do apoio que o Estado tem recebido do governo federal, da bancada federal e dos deputados estaduais no combate ao coronavírus.

Durante a entrega dos equipamentos, o secretário de Estado de Saúde, Fernando Máximo, lembrou que o governo já havia direcionando as atenções para Guajará-Mirim, quando lembrou da força tarefa realizada recentemente com vários profissionais que ficaram algumas semanas atuando diretamente no enfrentamento ao coronavírus no município.

O secretário enalteceu a parceria com a prefeitura para a realização de testagem rápida com o propósito de agir com maior rapidez no momento em que a pessoa e diagnosticada com o coronavírus.

HOSPITAL REGIONAL

Um dos assuntos mais comentados na cidade de Guajará-Mirim refere-se à conclusão da obra do Hospital Regional que é um tema polemico, uma vez que há 8 anos a unidade vem sendo esperada pela população. O governador Marcos Rocha colocou fim a uma polemica referente a uma suposta emenda de R$ 2,5 milhões anunciada por um parlamentar para que seja destinada ao Hospital Regional, deixando claro não ser verdade, detalhando, em seguida, todo o procedimento adotado pelo Estado e a transparência na destinação dos recursos oriundos de emenda da Bancada Federal.

Todos os recursos da emenda da Bancada Federal propostos foram distribuídos conforme cronograma feito tão somente para custeio do enfrentamento ao coronavírus.

Ainda sobre o Hospital Regional, a verdade é que a empresa não cumpriu com prazo para a conclusão da obra. Foi analisado nas últimas reuniões acerca do problema que a empresa pediu mais prazo, mas está sendo analisado que a mesma não teria possíveis condições de entregar a obra pronta.

A obra tem 80% de conclusão, mas há material que está sendo deteriorado e será feita outra licitação nos próximos meses com a proposta de ser lançado outro edital, cumprindo toda a parte burocrática para sanar o imbróglio jurídico. O secretário de Saúde, Fernando Máximo, ressaltou que a atual gestão do governo estadual está empenhada para resolver esse problema.

Fonte: Sesau

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *