PF mira hackers que acessaram dados pessoais da família Bolsonaro, diz jornal

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (26) uma operação contra hackers suspeitos de terem acessado e divulgado dados pessoais do presidente Jair Bolsonaro e sua família.

A investigação aponta que há suspeita de que houve acesso ilícito a dados pessoais de mais de 200 mil servidores públicos e autoridades através da invasão de sistemas de universidades federais, prefeituras e câmaras de vereadores municipais em diversos estados.

A informação sobre o acesso a dados pessoais da família Bolsonaro foi publicada pelo jornal Folha de S.Paulo.

Em nota, a PF se limita a dizer que o grupo tinha como objetivo de “intimidar e constranger tanto as instituições quanto as vítimas que tiveram seus dados e intimidade expostos”, mas não menciona o presidente ou seus familiares.

“De acordo com o Inquérito Policial, integrantes do grupo hacker investigado obtiveram e expuseram de forma ilícita dados pessoais de mais de 200 mil servidores e autoridades públicas, com o objetivo de intimidar e constranger tanto as instituições quanto as vítimas que tiveram seus dados e intimidade expostos”, escreveu a PF.

operação cumpre mandados nos estados do Rio Grande do Sul e Ceará e conta com a participação de 20 policiais federais.

“A investigação se concentra na apuração dos crimes de invasão de dispositivo informático, corrupção de menores, estelionato e organização criminosa”, disse a PF.

Spread the love

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *