Servidores da saúde de Porto Velho contam com atendimento exclusivo implantado

O serviço foi implantado para agilizar e facilitar o acesso do servidor ao serviço médico, principalmente profissionais na linha de frente contra o covid-19.

Prefeitura de Anápolis / Ambulatório de Queimaduras realiza mais ...
Ambulatório Exclusivo para profissinal da saúde de Porto Velho

O ambulatório do servidor foi instalado em local reservado, e já atendeu mais de mil profissionais da saúde. O Serviço foi implantado em abril pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), através da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), para dar celeridade no acolhimento dos trabalhadores evitando exposição com os demais pacientes nas outras unidades. São três médicos para atendimento no ambulatório, onde os servidores têm acesso a consultas, exames, testes rápidos e também coleta de material para testagem de Covid-19, através do swab.

Além disso, a Semusa mantém o teleatendimento, através do número 98473-8282, para maior celeridade na proteção ao servidor da saúde. Os agendamentos são regulados conforme o fluxo estabelecido, otimizando os atendimentos de encaixes e potencializando a redução das demandas diárias.

“O fluxo de atendimento foi criado pela CIPA em conjunto com os estabelecimentos de saúde do município. Cada unidade é responsável pelo mapeamento dos servidores com suspeita e sintomas da Covid-19 e por repassar as informações ao ambulatório de Saúde do Servidor”, explica o presidente da Cipa, Valdir Alves.

Caso seja identificada a necessidade, o ambulatório também providencia o encaminhamento do servidor para atendimento psicológico, bem como o teleacompanhamento social, realizado por assistentes sociais.

Segundo Valdir Alves, são cerca de 50 atendimentos realizados diariamente entre consultas, exames e testes. Desde sua implantação, no início de abril, até o dia 10 de junho, o ambulatório do servidor realizou 970 consultas, 220 testes de swab, 310 testes rápidos e 220 teleacompanhamentos. A equipe técnica multiprofissional é composta por 15 pessoas entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, odontólogos, assistente social, fisioterapeuta, educador físico.

“Nosso objetivo é identificar precocemente aquele servidor da saúde com suspeita de coronavírus, disponibilizar atendimento médico, tratar e monitorar periodicamente a saúde desse profissional para que retorne às suas atividades sem riscos a ele, aos colegas e aos pacientes.

Fonte: Semusa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *