Governo anuncia que previsão de entrega do novo Cemetron será no primeiro trimestre 2021

Construído a mais de 30 anos o Centro de Medicina Tropical de Rondônia está recebendo uma nova estrutura.

Obra não para e perspectiva é de que o novo Cemetron seja entregue no início de 2021

O governo de Rondônia confirma que mesmo enfrentando a pandemia do coronavírus no estado as obras de reestruturação física e ampliação do Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron) segue, e o trabalho de reforma na unidade hospitalar não parou e continua em ritmo acelerado, com a perspectiva de ser entregue ainda no primeiro trimestre de 2021, conforme a previsão da empresa contratada para a execução da obra.

Toda a fiscalização da execução da obra é desenvolvida pela Secretaria de Estado de Obras e Serviços Públicos (Seosp) – desmembrada recentemente do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes (DER) – que todos os meses tem realizado a medição, a cada período, para acompanhar a evolução da reforma e ampliação do Cemetron. Os trabalhos desenvolvidos pela empresa contratada começaram no início de março de 2020.

Conforme destacado pelo secretário da Seosp, coronel Erasmo Meireles, a reforma do Cemetron reforça o compromisso do Governo do Estado de estruturar e garantir melhores condições na área da saúde. Construído há mais de 30 anos, o Centro de Medicina Tropical de Rondônia estava com sua estrutura comprometida, impedindo a assistência adequada ao Estado.

“Trata-se de uma importante reforma que vai possibilitar maior conforto para os pacientes que lá estão e os que podem vir a procurar, tanto para o caso de doenças voltadas para a área tropical, que são específicas, quanto para a Covid-19″, enfatizou o secretário.

O projeto de reforma e ampliação do Cemetron abrange inclusive a construção de auditório, almoxarifado, central de esterilização, Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e bloco administrativo, bem como reforma e ampliação de alguns blocos existentes, além da disponibilização de estacionamentos (frontal e lateral) para usuários e para funcionários, ou seja, uma das preocupações da obra é humanizar o atendimento e dar mais conforto aos pacientes.

Apesar da pandemia do coronavírus, as obras no Cemetron não pararam. Equipes da empresa contratada mantêm o ritmo para que o serviço avance a cada mês e o novo Cemetron seja realmente entregue dentro do prazo estabelecido, ou seja, com previsão de conclusão em 360 dias.

A obra de reforma e ampliação do Cemetron atende aos anseios de servidores e, principalmente, da população que poderão contar, em breve, com novas estruturas. Vale destacar que o Cemetron é considerado unidade de referência para pacientes, não apenas de Rondônia, mas, inclusive de estados vizinhos, como Amazonas, Acre, Mato Grosso e até mesmo com o país vizinho, Bolívia.

A fiscalização da obra é acompanhada pelo coordenador de infraestrutura e serviços públicos, da Seosp, Francisco Meleiro Neto, que fala da nova repaginação e modernização dos blocos. Todo o serviço está sendo executado sem que houvesse a necessidade de paralisar as atividades desenvolvidas.

“A obra do Cemetron trará à população sentimento de segurança, de ter a certeza que o Estado olha com total atenção para a Saúde”, destacou.

Fonte: Secom-RO

Spread the love

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *