Israel endurece segundo lockdown após aumento de casos de Covid-19 no país

Governo anunciou que sinagogas abrirão apenas no Yom Kippur e que só setores de trabalho considerados “essenciais” vão seguir funcionando.

Judeus celebram o ritual de purificação do Tashlich um dia antes do Yom Kippur em Ashdod, Israel, nesta quinta-feira (24), em meio à decisão do governo de endurecer o novo lockdown — Foto: Amir Cohen/Reuters
Judeus celebram o ritual de purificação do Tashlich em Ashdod, Israel, em meio à decisão do governo de endurecer o novo lockdown

O governo de Israel anunciou nesta quinta-feira (24) novas medidas para endurecer o reconfinamento — em vigor há quase uma semana —, com o fechamento de sinagogas, restrições às concentrações e redução dos comércios abertos, para tentar conter o aumento contínuo do número de infectados pela Covid-19 no país.

A partir das 14h de sexta-feira (8h de Brasília), as sinagogas permanecerão fechadas, exceto para o Yom Kippur (Dia do Perdão, celebrado no domingo à noite e na segunda-feira), e apenas os setores de trabalho considerados “essenciais” poderão seguir funcionado. Além disso, as manifestações e orações a céu aberto serão limitadas a 20 pessoas e a menos de um quilômetro de suas residências.

As autoridades também devem se pronunciar nas próximas horas sobre o fechamento do aeroporto internacional Ben Gurion de Tel Aviv. As medidas ainda precisam ser validades pelo Parlamento nesta quinta-feira.

Ontem à noite, o premiê Benjamin Netanyahu afirmou que é necessário tomar “decisões difíceis para salvar vidas”.

“Nos últimos dois dias, escutamos os especialistas, e eles afirmaram que, se não tomarmos medidas imediatas e estritas, vamos cair em um abismo”, declarou ele, antes da reunião do governo.

Segundo dados da AFP, Israel é o país com maior índice de contágio por Covid-19 no mundo nas últimas duas semanas, com um aumento dos casos graves e de hospitais saturados, a ponto de não aceitarem novos pacientes.

Saturado pela Covid-19, Rambam Health Care Campus, em Haifa, transformou estacionamento subterrâneo em unidade de terapia intensiva, nesta quarta-feira (23). — Foto: Jack Guez/AFP
Saturado pela Covid-19, Rambam Health Care Campus, em Haifa, transformou estacionamento subterrâneo em unidade de terapia intensiva

Fonte: G1

0 thoughts on “Israel endurece segundo lockdown após aumento de casos de Covid-19 no país

Faça seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: