Presidente Donald Trump deixa hospital após três dias internado com covid-19

Aos jornalistas e fotórgrafos que o aguardavam do lado de fora do hospital, ele agradeceu: “muito obrigada”.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, saiu por volta das 18h38 (19h38, em Brasília) desta segunda-feira (5) do Centro Médico Militar Nacional Walter Reed, onde permaneceu desde a última sexta-feira após ter sido infectado pelo novo coronavírus.

Trump saiu do hospital caminhando pela porta da frente. Ele foi levado em um curto percurso de carro até o helicóptero presidencial Marine One e partiu de Maryland até a capital, Washington DC, em um percurso de aproximadamente 15 km.

Aos jornalistas e fotórgrafos que o aguardavam do lado de fora do hospital, ele agradeceu: “muito obrigada”. Mas não respondeu nenhuma pergunta. Apenas posou para uma foto fazendo um jóia com a mão.

Pouco antes de deixar o hospital, o presidente anunciou pelo twitter que “voltará à campanha eleitoral em breve”. Ele acrescentou que as pesquisas eleitorais são notícias falsa. Cerca de 20 minutos depois de sair do hospital, o Marino Onde pousou na Casa Branca.

Agora, Trump continuará o tratamento contra a covid-19 na Casa Branca. A quarta dose do antiviral Remdesivir, por via intravenosa, será aplicada ainda na noite de hoje, segundo os médicos que assistem o republicano. A última dose será amanhã à noite.

Mais cedo, o médico da Casa Branca, Sean Conley, afirmou em entrevista coletiva que tudo o que estava sendo feito no hospital pode ser mantido na residência oficial.

Trump também está tomando o anti-inflamatório dexametasona. O objetivo desse remédio é evitar um processo inflamatório provocado por uma reação exagerada do sistema imunológico ao vírus que ocorre em alguns pacientes com covid-19 e que pode levar à morte. 

Não é possível prever quais pacientes terão essa chamada “tempestade” inflamatória, mas quando acontece, é entre o sétimo e décimo dias desde o início dos sintomas, em média — Trump está no quarto dia. 

Por essa razão, Conley ressaltou que o presidente “ainda não está fora de perigo” e que ele dará “um profundo suspiro de alívio” se o quadro de saúde do republicano se mantiver igual ou melhorar até a próxima segunda-feira.

O fato de não ter mais febre nas últimas 72 horas e a oxigenação sanguínea normal contribuíram para que os médicos autorizassem volta do presidente para casa. 

Trump foi submetido a diversos exames, incluindo de fígado e rins, antes de ser liberado. Os médicos disseram que todos os resultados foram satisfatórios.

Trump tem 74 anos, é tecnicamente obeso, toma remédio para controlar o colesterol e é do sexo masculino, fatores de risco para desenvolver quadros graves de covid-19.

Ontem, o presidente saiu de carro para acenar a apoiadores que permaneciam nas redondezas do centro médico. De máscara, ele apenas passou dentro do veículo pelos grupos acampados e retornou ao hospital.

Fonte: R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *