PRF encontra imenso imóvel abandonado, em operação contra adulteração de combustíveis (veja o vídeo)

No local onde deveria funcionar a empresa foi encontrada apenas uma canoa

Nesta quarta-feira (21) a Polícia Rodoviária Federal deflagrou, em São Paulo, a operação Arinna, cujo intuito é investigar uma quadrilha especializada em adulteração de combustíveis e do composto Arla 32, que é um reagente usado para garantir maior rendimento com menor poluição ambiental em motores a diesel de veículos fabricados a partir de 2012.

A operação é uma ação conjunta da PRF com o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) e o MPSP (Ministério Público de São Paulo) e conta com o apoio da Receita Federal.

No local onde deveria funcionar empresa foi encontrada apenas uma canoa — Foto: Reprodução/PRF

A ação cumpre 15 mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Tocantins, Rondônia e Rio Grande do Sul

Durante a operação, os agentes encontram em um local que servia como ’empresa de fachada’ totalmente abandonado. Restaram tão somente teias de aranha e uma canoa.

Confira:

Fonte: Jornal da Cidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *