Doria diz que fala de Bolsonaro sobre compra da vacina é criminosa

Governador de SP reagiu à entrevista de presidente na qual afirma que ‘seu governo não comprará vacina mesmo se for aprovada pela Anvisa’

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), classificou a fala do presidente Jair Bolsonaro sobre não comprar a vacina chinesa mesma que ela seja aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) como criminosa. Doria afirmou ainda que se Bolsanaro confirmar suas falas irá judicializar a questão.

“Se o absurdo já era grande, agora beira a situação criminal. Um Presidente da República negar o acesso a uma vacina aprovada pela Anvisa em meio a uma pandemia que já vitimou 155 mil brasileiros é criminoso”, afirmou o governador paulista durante uma agenda nesta quinta-feira (22).

Logo cedo, o presidente Jair Bolsonaro afirmou durante uma entrevista que o Brasil não comprará a vacina Coronavac, da empresa chinesa Sinovac e que está sendo testada no Brasil pelo Instituto Butantan, porque o medicamento não transmite segurança “pela sua origem” e não tem credibilidade. “Da China não compraremos. Não acredito que ela transmita segurança para a população pela sua origem. Esse é o pensamento nosso”, garantiu.

Troca de farpas

Também nesta quinta-feira, o presidente Jair Bolsonaro afirmou a apoiadores que a OMS (Organização Mundial da Saúde) “começou a acertar” depois que uma diretora da entidade internacional disse que os governos não podem obrigar os cidadãos a tomarem uma vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus.

O chefe do Executivo aproveitou a audiência para alfinetar o governador de São Paulo, rival político, ao classificá-lo como ditador. “Realmente, impor medidas autoritárias apenas para esses nanicos projetos de ditadura, como esse cara de São Paulo aí. Eu não ouvi dizer nenhum chefe de estado do mundo dizendo que iria impor a vacina, ninguém. É uma precipitação, é mais uma maneira de levar terror junto à população, até porque tomar a vacina que não tem um certo tempo de comprovação científica fica muito difícil”, disse.

Fonte: R7

Spread the love

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *