Candidato a vereador, ‘Luiz Coelho’ aposta no corpo a corpo

O objetivo é conversa com eleitores na capital e conhecer as demandas da população

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) forçou uma série de mudanças no calendário eleitoral deste ano. Entretanto, a crise sanitária não conseguiu impedir uma das estratégias tidas como fundamental em qualquer campanha Eleitoral: o corpo a corpo com o eleitorado.

Entre os mais de 600 candidatos que disputam uma cadeira no parlamento mirim, ao menos o candidato à vereador, Luiz Coelho (PV) tem apostado no corpo a corpo, nesta quinta-feira (22) o candidato caminhou pelas ruas da Zona Sul da capital para conversar com eleitores e manter uma rotina de contatos com a comunidade, seja de forma agendada por meio de lideranças de bairro, ou até mesmo aparecendo sem avisar em alguns comércios e igrejas da região da periferia da cidade.

Acompanhado do ex-deputado e presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, Hermínio Coelho, Luiz Coelho, fez caminhada e visitação, parando para conversar e foi bem recebido por comerciantes locais. O objetivo do corpo a corpo, segundo Herminio Coelho, foi apresentar o filho Luiz Coelho como candidato a vereador pelo PV, e ter um contato direto com o eleitor e ouvir as necessidades e demanda das pessoas que trabalham na Zona Sul da cidade.

“O mais importante é sentir e ver o que as pessoas pensam, como elas estão se comportando em relação aos candidatos. Fico feliz em poder fazer isso e ser bem aceito pela comunidade, além de conhecer as principais demandas de moradores e entidades representativas que continuam girando em torno de temas como saúde, educação e segurança“, disse o Candidato.

Luiz Coelho, disse inda que tem seguido as recomendações sanitárias das autoridades e usado máscara. No entanto, “por mais que se evite o contato físico, ele acaba ocorrendo em algumas poucas ocasiões de forma inevitável. É preciso destacar que isso não é regra e acontece sempre por iniciativa do munícipe, contudo, temos que respeitar a questão do Covid-19 e estamos fazendo isso”. “O contato físico fica apenas no soquinho”, garantiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *