PF prende duas desembargadoras por esquema de venda de sentenças

Elas são acusadas de envolvimento no esquema de venda de sentenças judiciais investigado na Operação Faroeste.

Nesta segunda-feira (14), a Polícia Federal (PF) realiza uma operação contra um possível esquema criminoso de venda de decisões judiciais e cumpre mandados de prisão temporária de duas desembargadoras do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

A decisão partiu do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) OG Fernandes. A PF também cumpre mandado de prisão preventiva de um auxiliar de um juiz, além do afastamento do cargo e função de sete servidores públicos envolvidos na 6ª e 7ª fases da Operação Faroeste, que está em andamento.

Também são realizados 36 mandados de busca e apreensão nas cidades de Salvador, Barreiras, Catu e Uibai, na Bahia, e em Brasília, no Distrito Federal.

Os investigados podem responder pelos crimes de “corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, organização criminosa e tráfico de influência”.

Na decisão que autorizou a operação, Og Fernandes destacou que “o conjunto probatório colacionado aos autos revela a suposta existência de uma engrenagem judicial criminosa no seio do Tribunal de Justiça baiano, que possui a venda de decisões como mercadoria para o enriquecimento ilícito em escala geométrica”.

Fonte: Gazeta Brasil

Spread the love

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *