Sputnik V previne covid-19 em até 91,4%, apontam estudos de fase 3

Sputnik V previne covid-19 em até 91,4%, apontam estudos de fase 3

Comunicado foi divulgado pelos desenvolvedores da vacina russa contra a infecção pelo novo coronavírus após análise de 22,7 mil voluntários

Resultados da fase 3 de testes da vacina Sputnik V, desenvolvido Instituto Gamaleya, da Rússia, mostram que o imunizante contra a covid-19 tem 91,4% de eficácia. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (14), mas ainda não estão publicadas em uma revista científica.

Os dados da fase 3 demonstram ainda que nenhum dos 17 mil vacinados desenvolveu formas graves de covid-19. Nos grupo que recebeu placebo ocorreram 20 casos. Ao todo, foram analisados dados de 22,7 mil voluntários.

Outro fator importante é a segurança da vacina. O Instituto Gamaleya afirma que “nenhum evento adverso inesperado foi identificado como parte da pesquisa” e acrescenta que “as condições de saúde dos participantes serão monitoradas por pelo menos 6 meses após o recebimento da primeira imunização”.

Os efeitos colaterais mais comuns foram febre, fraqueza, cansaço e dor de cabeça.

“Com base nos dados obtidos no terceiro ponto de controle, o Centro Gamaleya elaborará um relatório que será utilizado para submeter para registro acelerado a vacina Sputnik V em vários países”, diz a nota.

A Sputnik V utiliza uma tecnologia semelhante à vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford. São usados vetores virais de adenovírus humanos (que causam resfriado comum) para acoplar partes do coronavírus causador da covid-19 (SARS-CoV-2).

Fonte: R7

Faça seu Comentário