Justiça resolve suspender retorno de prefeitos presos aos cargos públicos em RO

Na manhã de sexta-feira, Justiça havia permitido o retorno às funções públicas, no entanto voltou atrás.

A Justiça de Rondônia voltou atrás na decisão de permitir o retorno de Gislaine Clemente (MDB), Glaucione Rodrigues (MDB), Luiz Ademir Schock (PSDB) e Marcito Pinto (PDT) aos cargos públicos, Na noite de ontem sexta-feira (18). Eles são suspeitos de participar de um esquema de corrupção em prefeituras do interior de Rondônia, porém,  a revogação da prisão domiciliar foi mantida.

De acordo com a decisão do Desembargador Roosevelt Queiroz Costa, os termos em que se deram os afastamentos das funções públicas foram revistos e o prazo que restaria de mandato popular de cada qual (menos de duas semanas, sem contar o período de recesso nos órgãos públicos), seria insuficiente.

Veja Também:

“Em retificação a decisão anterior, indefiro o pedido de revogação da suspensão do exercício da função pública (de prefeita), permanecendo a proibição de acesso ou frequência à Prefeitura local e seus demais órgãos diretos ou indiretos”

Os chefes do executivo municipal foram denunciados por um empresário que informou às autoridades sobre esquemas de propina envolvendo as prefeituras de São Francisco do Guaporé, Cacoal, Rolim de Moura e Ji-Paraná.

Fonte: G1/RO

Spread the love

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *