Programa de Assistência Técnica e Extensão Rural vai inserir agricultura de Rondônia em patamar tecnológico

Dentre as metas preestabelecidas está levar adiante o conceito da “agricultura 4.0”.

A Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-RO) se prepara para enfrentar o novo ano. E a meta é trazer novidades que promovam o desenvolvimento rural de forma rentável, sustentável e consolidando a tecnologia como meio de integração e monitoramento visando o aperfeiçoamento do setor produtivo.

Na última semana, a diretoria da Emater-RO apresentou ao Conselho de Administração da autarquia as metas e ações previstas para a prestação de serviços à família rural no próximo ano. Trata-se do Programa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Proater), que define as estratégias de ação que serão desenvolvidas em consonância com as propostas de políticas públicas inseridas no plano de governo das esferas estadual e federal.

Dentre as metas preestabelecidas está levar adiante o conceito da “agricultura 4.0”, que versa sobre uma sociedade rural cada vez mais conectada e integrada às tecnologias digitais. A ideia é ofertar um atendimento de Ater diferenciado, utilizando para isso, ferramentas tecnológicas como softwares e aplicativos específicos que possibilitem a melhoria do atendimento à família rural no campo e, para isso já estão sendo criadas plataformas que serão potencializadas em 2021.

Para o diretor-presidente da Emater-RO, Luciano Brandão, com a inclusão da “agricultura 4.0”, será possível aperfeiçoar o processo produtivo em todas as suas etapas, aprimorando os processos de monitoramento, gestão e controle das propriedades. E isso deverá ser feito em articulação com parceiros que envolvem instituições de pesquisa, ensino, organizações, comitês e diversas outras instâncias de representação e construção coletiva, em harmonia com as políticas de desenvolvimento das três esferas governamentais: municipal, estadual e federal.

O segmento da agricultura familiar, em Rondônia, de acordo com o censo agropecuário 2017/2018 é formado por 91.438 unidades produtivas de caráter familiar, unidades estas que correspondem a 81,3% do total de estabelecimentos rurais no Estado. É da agricultura familiar, segundo dados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), que sai 90% da produção que abastece o Estado com alimentos como carne, leite, hortaliças, fruticultura, mandioca e pequenos animais.

A Emater-RO assiste hoje, 41% das unidades produtivas de agricultores familiares de Rondônia e conta com total apoio do governo estadual, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) para fortalecimento da agricultura familiar. O programa desenvolvido para prestação dos serviços de Ater é de vital importância para esse fortalecimento, pois busca na sua eficiência, eficácia e efetividade, desenvolver as principais cadeias produtivas do Estado.

A execução do programa Ater parte desde o cadastramento das famílias rurais, suas unidades produtivas, diagnósticos de potencialidade, até orientações especializadas para melhor desenvolvimento da produção, crédito rural, escoamento da produção e comercialização de seus produtos, sempre buscando garantir a melhoria da qualidade de vida da família rural em todos os seus aspectos.

Soma-se a todas essas ações a reestruturação que a autarquia vem promovendo nos dois últimos anos, com reformas, aquisição de equipamentos, capacitação de seu corpo técnico e do público beneficiário, além da modernização e tecnificação dos serviços de Ater.

Todos esses programas, projetos e ações proporcionam à Emater-RO definir sua estrutura programática para execução das atividades nas dimensões: econômica, social e ambiental, sempre buscando o desenvolvimento da agricultura e da família rural no Estado, vencendo o grande desafio de trabalhar a educação no campo.

Fonte: Emater-RO

Spread the love

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *