Dono das Casas Bahia é acusado de estupro e aliciamento

Saul Klein, 66, é suspeito de aliciar e estuprar 14 mulheres.

De acordo com a reportagem da Folha de S.Paulo, desta terça-feira (22), Klein entregou o passaporte à Justiça e está proibido de ter contato com as vítimas. Os crimes vêm ocorrendo desde 2008 durante festas que reuniam mulheres na casa do empresário, região de Alphaville.

As medidas impostas a Klein são precauções solicitadas pelo Ministério Público de São Paulo (MPSP) para o andamento das investigações das denúncias, que estão em segredo de justiça.

André Boiani e Azevedo, advogado de defesa, alega que Klein é, “sugar daddy”, termo em inglês usado para homem que sustenta a parceria financeiramente em troca de sexo e que ele não cometeu crimes.

O sr. Saul Klein vem sendo vítima de um grupo organizado que se uniu com o único objetivo de enriquecer, ilicitamente, às custas dele; através da realização de ameaças e da apresentação de acusações falsas em âmbito judicial, policial e midiático”, disse o advogado ao jornal.

Saul Klein é filho de Samuel Klein, fundador das Casas Bahia que faleceu em 2014. Apesar de ter vendido parte societária dele na rede varejista, em 2010, ele está envolvido em uma disputa judicial com o irmão mais velho, Michel Klein, em virtude da herança deixada pelo pai. A fortuna da Família Klein é avaliada na casa dos bilhões e, segundo lista da revista Forbes, de 2015, está entre as 50 maiores do Brasil.

Fonte: JCO

Spread the love

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *