Mulher é morta a tiros no Orgulho do Madeira

Horas antes de corpo ser achado, PM tinha sido acionada para checar a denúncia de tortura contra uma mulher que possivelmente fazia parte de uma facção criminosa em Porto Velho.

Uma jovem foi assassinada a tiros no Residencial Orgulho do Madeira em Porto Velho. O crime aconteceu na noite da segunda-feira (28). Ninguém foi preso e a Delegacia de Homicídios da capital investiga a motivação.

De acordo com boletim registrado na delegacia, durante a noite a Polícia Militar (PM) foi acionada para atender uma ocorrência sobre disparos de arma efetuados no Residencial Orgulho do Madeira, na Zona Leste.

No local, os PM’s encontraram o corpo da jovem caído ao solo. A equipe médica do Samu foi acionada, mas já constatou o óbito da vítima. De acordo com o registro policial, a vítima não foi identificada até a manhã desta terça-feira (29).

A equipe da perícia informou que a jovem foi alvejada com pelo menos três disparos. Um projétil, aparentando ser de calibre .38, estava próximo ao corpo da jovem e foi levado pelo perito.

Ainda segundo a polícia, o cabelo da vítima, aparentemente, havia sido cortado antes dela ser morta. Logo após a perícia, o corpo da jovem foi removido ao IML pelo rabecão.

No registro policial consta, que horas antes do crime, viaturas da PM tinham sido acionadas para comparecerem no Residencial Orgulho do Madeira, pois haveria integrantes da facção criminosa Comando Vermelho torturando uma mulher, que seria de uma facção rival Primeiro Comando do Panda (PCP). Porém, de acordo como boletim, nada foi encontrado no local informado na denúncia.

Fonte: G1/RO

Spread the love

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *