Brasil, um sistema presidencialista… Presidencialista?

Então onde entra o problema?

Estamos na contra mão do certo, estamos na contra mão da coerência. Tento explicar para outras pessoas que nosso sistema é presidencialista, mas encontro dificuldades.

Temos uma Câmara de Deputados Federais com mais de 500 parlamentares eleitos pelo povo.

Temos um Senado com 81 Senadores eleitos pelo povo.

Temos um Presidente eleito com mais de 57 milhões de votos.

Estamos falando de mais de 200 milhões de brasileiros e entre eles uma boa parte que vota, e mais, os candidatos eleitos estão nos seus cargos pela vontade e voto do povo. Então onde entra o problema?

Explicar que vivemos no sistema presidencialista e dizer que: Caso o presidente eleito por mais de 57 milhões de pessoas vete algo, pode ser derrubado o veto. Explicar que o presidente eleito pela maioria do povo brasileiro, mais de 57 milhões de votos, tem que aceitar seus projetos e medidas provisórias sendo engavetadas até perder o prazo de votação, sequer entrar em pauta para que seja decidido se é bom ou não para o país.

Como explicar que vivemos em um sistema presidencialista? Sim, você acha que não pode piorar? Então segura essa!

Um Ministro, repito 1(um) Ministro do STF, sem voto popular, sem autorização da população; decidiu de modo monocrático que mais de 200 milhões de pessoas devem continuar enclausuradas, com máscaras, presas em casa e que a economia do país e seus empreendedores e trabalhadores vá às favas.

Presidencialismo? Democracia? Esse é o nome mesmo?

Volto a dizer que precisamos fazer algo, com urgência, estamos vivendo tempos sombrios e duvidosos e deixando o mal tomar conta. Precisamos nos unir e nos organizar, parar de ficar só em redes sociais e tomar à frente da discussão no corpo a corpo.

Temos que cobrar com mais vigor aqueles que colocaram o “Braço Forte e a Mão Amiga” para defender a maioria da população, a democracia, os votos.

Somos prisioneiros de nossos medos, e nossos medos foram colocados em nós por medo de nossa reação.

Viva o “Presidencialismo Chinês, Cubano, Venezuelano, Norte Coreano” que estão impondo no Brasil.

Foto de Claiton Appel

Por Claiton Appel*

*Jornalista. Diretor da Ordem dos Jornalistas do Brasil.

Spread the love

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *