Pazuello age e pede a Guedes que suspenda exportação de seringas e agulhas

Em outro momento, parte da negociação entre licitantes e Governo Federal falhou porque as empresas se negaram a reduzir o valor em ano pandêmico

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, solicitou ao ministro da Economia, Paulo Guedes, que restrinja a exportação de insumos necessários à vacinação da Covid-19, como agulhas e seringas.

A ideia é que haja no mercado brasileiro os itens essenciais para iniciar o plano de vacinação do Governo Bolsonaro.

O sistema de saúde do Brasil necessitará de 100% da demanda pelos insumos para garantir a vacinação contra o coronavírus e mais 300 milhões de doses para as demais doenças. Em outro momento, parte da negociação entre licitantes e Governo Federal falhou porque as empresas se negaram a reduzir o valor em ano pandêmico.

O governo já adquiriu 40 milhões de agulhas e seringas e mira agora em mais 150 milhões de unidades para cobrir total necessidade da Pasta da Saúde.

Fonte: JCO

Spread the love

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *