Após festas de fim de ano, cresce casos de covid-19 na capital

Porto Velho, RO – Durante o Réveillon, assistimos absurdos flagrantes divulgados pelas redes sociais de desrespeito de pessoas às regras sanitárias para conter o avanço do novo coronavírus. Na capital de Rondônia, vídeos e fotos viralizaram na Internet com imagens de aglomerações em bares, boates e balneário.

As imagens e vídeos de festas lotadas em Porto Velho, contrastaram com imagens de um ano novo com ruas vazias na maior parte da cidade. Segundo Boletim divulgado nesta segunda-feira (4), 291 pessoas tiveram o diagnóstico confirmados pela doença no estado, além de oito mortes confirmadas.

Cedo ou tarde, inevitavelmente, a conta da euforia ia chegar: de acordo com boletim das Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), ao todo já foram confirmadas 97.197 infecções e 1.840 óbitos.

Em meio ao crescimento exponencial de infecções e mortes por covid-19 em Rondônia, a situação preocupa os profissionais de saúde e autoridades. Diante da grave situação, o Ministério Público deveria solicitar informações aos órgãos de fiscalização do estado e municípios sobre o trabalho realizado no período do Natal e Ano Novo. A partir desse levantamento, o órgão verificará se a fiscalização ocorreu de fato.

Caso o estado ou o município tenha liberado atividades de eventos e baladas apostando nos regramentos, recai ainda mais responsabilidade sobre os órgão de fiscalização.

da Redação

Spread the love

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *