Nota de repúdio do INAD desvenda atitude do presidente da OAB: “Cumprindo as palavras de José Dirceu”

Nota de repúdio do INAD desvenda atitude do presidente da OAB: “Cumprindo as palavras de José Dirceu”

Felipe Santa Cruz, como publicado na Folha de São Paulo, afirmou:

O Instituto Nacional de Advocacia (INAD), representado pelos advogado Rodrigo Salgado Martins e Pierre Lourenço, apresentou nesta terça-feira dia 12 de Janeiro de 2021, uma nota de repúdio, à manifestação pública do atual presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz.

Segundo o instituto, não é de hoje que Santa Cruz está cada vez mais longe dos anseios da Classe desviando-se das finalidades da entidade, e usando para fins claramente partidários, uma vez que não tem atitudes tão pró ativas quanto aos problemas que envolvem o Judiciário mas, se propõe a colocar em votação o impeachment do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, algo que nesta época de crise não seria somente um feito prejudicial à administração do Poder Executivo, mas uma clara intenção de desestabilização da sociedade em geral que já sofre com uma grave crise pandêmica e financeira, assim como psicológica.

Felipe Santa Cruz, como publicado na Folha de São Paulo, afirmou:

Santa Cruz vê indícios de crimes de Bolsonaro e diz que OAB não precisa esperar STF para impeachment”

Salgado Martins, presidente do INAD, afirmou que Santa Cruz rejeitou debater com o Conselho Federal a redução da anuidade dos Advogados, assim como o Auxílio pecuniário a nível Nacional, em Ofício encaminhado ao próprio Santa Cruz, em março de 2020 que foi literalmente engavetado.

Ingressamos com liminar em Mandado de Segurança, para que Santa Cruz levasse ao Conselho Federal para que o Colegiado viesse a debater a questão de maneira uniforme algo que suplica a Classe, contudo, nada foi discutido e inclusive a liminar foi não foi cumprida como determinada pelo Juízo Federal do DF! E o que mais nos impressiona é que no próprio processo informam que não seria finalidade relevante da OAB Federal, a questão das anuidades e do auxílio pecuniário, em resposta ao Juízo que concedeu a liminar”, afirmou Martins.

E prosseguiu:

Assim como temos três poderes, e vemos que nada é feito em face de questões ligadas ao Judiciário e ao Legislativo, o que nos desperta razoável ponderação de utilização indevida da entidade para fins meramente partidários. O que vemos é que Santa Cruz ataca, incessantemente, o Poder Executivo, o que não é função da OAB, não estamos aqui protegendo o Governo Federal, mas enquanto a Advocacia brasileira se esfacela e se esvazia por força de grave crise, vemos tamanho desvio de finalidade!”

O presidente do INAD ainda acrescenta que foi um choque para toda a Classe que Santa Cruz rejeitasse o pedido do Instituto para discutir com o Conselho Federal a redução da anuidade e o devido auxílio pecuniário devido ao Advogado pelas Caixas de Assistência de todo Brasil e que hoje são dados em alguns Estados míseros R$100,00, como no Rio de Janeiro, local onde Santa Cruz foi Presidente da Seccional por duas vezes e elegeu seu sucessor e sócio o Dr. Luciano Bandeira.

O momento não é de ódio, mas de solidariedade e que o que o povo clama é por uma vacina eficaz e pela melhora da situação financeira de toda a população! Querer neste momento movimentar um processo de impeachment ou demonstrar a intenção de fazê-lo, é claramente uma atitude infantil, de alguém que não quer o bem do povo brasileiro e não deve mais permanecer como Presidente da OAB!”, finalizou.

Por fim, a nota de repúdio desvenda a atitude de Santa Cruz:

Lamentavelmente parece que o presidente nacional da OAB está cumprindo as palavras de José Dirceu (…), que, em novembro de 2019, afirmou querer aparelhar a OAB certamente para utilizá-la como instrumento político do PT.”

Confira:

OAB

Fonte: JCO

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Faça seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: