Enem 2020: Rondônia é o estado com mais abstenções no Exame Nacional

Espalhar a Notícia
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Foram 41.798 faltosos o que representa 64,5% do número total de inscritos.

Em meio à pandemia de coronavírus Rondônia foi o estado que mais registrou abstenções de candidatos no primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, realizado no domingo (17) em meio à pandemia de coronavírus. Foram 41.798 faltosos, o que representa 64,5% do número total de inscritos.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a média nacional de abstenção ficou em 51,2% . Mesmo com o número alto de faltosos, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, disse que o Enem 2020 foi “algo vitorioso”.

Em Rondônia, o índice de abstenção foi ainda maior que a média nacional: 64,5%. Ou seja, dos mais de 60 mil inscritos, 41.798 candidatos deixaram de fazer a prova no estado, que registra novo surto da Covid.

As provas do Enem 2020 foram aplicadas em 22 das 52 cidades de Rondônia, segundo o Inep, e apenas os municípios de Espigão D’Oeste e Rolim de Moura optaram por adiar o exame. O Inep confirmou que vai reaplicar o Enem em Espigão (para 969 inscritos) e Rolim de Moura (com 2.863 inscritos).

Para os 23 mil participantes de Rondônia que fizeram o Enem no domingo, foram várias dificuldades relatadas, inclusive a mudança de rotina por causa da pandemia e suspensão do ensino presencial.

Também foram registrados episódios de candidatos que confundiram locais de aplicação e tiveram que correr para não perder o exame. Em Porto Velho, uma jovem chegou de moto na Escola Estadual 4 de Janeiro, cerca de 15 minutos após o fechamento do portão. Ela confundiu o horário com o de Brasília.

O Enem é considerado o maior vestibular do país, e a nota serve para disputar vagas em universidades e ter acesso a programas de bolsas (Prouni) ou financiamento de mensalidade (Fies).

Decreto rígido em Rondônia

O Enem 2020 no estado aconteceu durante a vigência de um decreto estadual de isolamento social restritivo em mais da metade dos municípios do estado. O decreto, dentre outras coisas, determina toque de recolher entre 20h e 6h por 10 dias a partir deste domingo.

Fonte: G1/RO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *