A esquerda e Zé Dirceu terão pela frente a “escolha de Sofia”

Espalhar a Notícia
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
A ESQUERDA ESTÁ SENDO ENGANADA!

Meus leitores e amigos (os quais muitos chamam de seguidores), sabem que faço apenas análise política/eleitoral, sem paixão ou DNA de um “mundo ideal”. Para mim, a política é a arte do possível.

Divido friamente política eleitoral para conquistar o poder, de política administrativa e manutenção do poder.

Então hoje vou falar de bastidores eleitorais e peço para que assistam os próximos capítulos da política nacional, lembrando desta análise (de médio e longo prazo).

Boa parte dos votos da esquerda (PT, PSOL, PDT & puxadinhos), vem de pessoas que usufruem de benefícios sociais, isso não é novidade, afinal, esta é a maior bandeira eleitoral deles, por isso estes partidos usam estratégias de desinformação contra o atual governo, na tentativa de criar um temor na população mais carente de que seu benefício será cortado, bem, mas isso também não é novidade para você, certo?

Mas há algo interessante que não vejo os analistas políticos comentando: A ESQUERDA ESTÁ SENDO ENGANADA!

Veja bem, não se deve alertar o adversário quando ele está errando, mas neste caso, o xeque mate foi tão bem executado que as esquerdas deverão fazer uma “escolha de Sofia” para sair dele e de qualquer forma irá cortar na própria carne e eu explico o porquê.

Porque essa parcela da população que era fiel eleitora da esquerda foi dividida em outras duas partes:

– Primeira parte: os que votarão em Jair Bolsonaro por conta da manutenção e aumento dos benefícios, além das entregas realizadas pelo exército que deu uma sensação real de melhoria de vida, como água nas casas para beber, tomar banho, lavar roupas, dar aos animais, irrigar plantações, abastecer negócios próprios que aumentam a renda familiar, etc, ou asfalto onde os caminhões evitavam transitar pelos danos causados em seu único meio de sustento, entre outras facilidades que o governo promoveu nas MPs de liberdade econômica, agilizando até o “habite-se” de construções.

O raio de abrangência é gigante e muitos brasileiros que não participam dos confrontos eleitorais via internet, foram beneficiados de formas variadas e isso sempre reflete nas urnas.

– Segunda parte: os que compraram a ideia de que João Doria (e o centrão) foram os únicos governos que pensaram no povo durante a pandemia, fechando tudo para preservar suas vidas. “Nada é mais importante do que a vida”, lembram?

Resumo da ópera:

As esquerdas aplaudem João Doria porque ele está no comando do estado mais poderoso do país e está usando o cargo para tentar desmoralizar o presidente, ou seja, eles têm um inimigo em comum, isso os une, mas só quem ganha é o centrão.

A ESQUERDA perde em TODOS OS CENÁRIOS diante dessa divisão de votos.

Como a esquerda vai agir diante disso?

Em breve vamos assistir o rompimento dessa “fiel amizade” entre esquerdas e centrão, logo após as eleições dos presidentes da Câmara e do Senado; será uma questão de sobrevivência eleitoral para a esquerda.

Escolha de Sofia:

Continuar aplaudindo o centrão dando a eles o título de quem melhor sabe cuidar do cidadão brasileiro, ou iniciar uma campanha de desmoralização do centro, na tentativa de evitar mais transferência de votos, nem que para isso a esquerda se veja repetindo o discurso dos “inimigos Bolsonaristas” que acusam o centrão de ter sido oportunista diante da pandemia?

Xeque mate!

Ps: A escolha das próximas semanas da esquerda (leia-se Zé Dirceu), vai decidir se a polarização das próximas eleições presidenciais será entre esquerda x direita, ou centro x direita.

Em tempos de “censura“, precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário ou com o cartão de crédito.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido… Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

Foto de Raquel Brugnera

Por Raquel Brugnera* | *Raquel é pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político – Universidade Estácio de Sá – RJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *