Cunha desmente Maia e afirma que irá provar que o apoio recebido por ele do PT revela que ambos sofrem da “Síndrome de Estocolmo”

Espalhar a Notícia
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Cunha acusa Maia de ter atuado, ativamente, para a derrubada da ex-presidente Dilma Roussef (PT)

Rodrigo Maia (DEM-RJ), atual presidente da Câmara e Eduardo Cunha (MDB), ex-presidente da casa, protagonizaram mais um embate público depois que a revista VEJA publicou, com exclusividade, na edição semanal, trechos do livro escrito por Cunha: “Tchau, querida, o diário do impeachment”.

A obra, que deverá ser lançada, em abril deste ano, pela editora Matrix, nem é de conhecimento do público e já está “dando o que falar”. Pelo menos, entre os “personagens” da história, que não tem nada a ver com ficção. Nela, Cunha acusa Maia de ter atuado, ativamente, para a derrubada da ex-presidente Dilma Roussef (PT), em 2016, e assegura que o deputado do DEM tentou, sim, conquistar o cargo de relator da Comissão Especial do Impeachment. Mas, foi frustrado.

Cunha também “solta o verbo” contra Baleia Rossi (PMDB-SP), que é o indicado de Maia e partidos oposição ao Governo Bolsonaro à presidência da Câmara. Ele diz que o deputado do PMDB também desempenhou papel importante na queda da petista.

Rodrigo Maia, claro, desmentiu tudo e acusou o ex-presidente da casa de publicar o livro apenas para interferir no resultado da eleição, que será dia 1° de fevereiro. Ele garante que, mesmo em prisão domiciliar pelos crimes de lavagem de dinheiro, corrupção passiva e evasão de divisas no âmbito da “Operação Lava Jato”, Cunha continua atuando no cenário político nacional; onde tenta, segundo ele, favorecer a candidatura de Arthur Lira (PP-AL), oponente de Rossi na disputa.

“Parentes do Cunha estão indo semanalmente para Brasília e deputados também têm viajado ao Rio de Janeiro (onde Cunha cumpre prisão domiciliar). Ele sempre foi o grande coordenador desse grupo e continua atuando. Desta vez, nós vimos, de forma concreta, a interferência do Cunha nos processos internos da Câmara. Seu livro é uma peça de ficção, mas mostra como ele sai da sombra para beneficiar o Lira”, disparou.

Danielle Cunha, filha mais velha do ex-presidente da Câmara, não gostou das insinuações de Maia e escreveu nota oficial – a pedido do pai –, contestando as declarações.

“Que papel de influência eu posso ter perante uma Câmara que cassou o meu mandato? Se alguma influência eu tivesse, teria sido para ter preservado o meu mandato, ainda mais depois de uma renovação, ocorrida nas eleições de 2018, onde não conheço a maior parte dos deputados, hoje, no exercício do mandato”, rebate no documento.

Leia, abaixo, o comunicado completo:

“NOTA EM RESPOSTA A RODRIGO MAIA:

A PEDIDO DE MEU PAI, EDUARDO CUNHA, TRANSCREVO A NOTA A SEGUIR EM RESPOSTA AO SR. RODRIGO MAIA:

COM RELAÇÃO À RESPOSTA DO SR RODRIGO MAIA, EM FUNÇÃO DE TRECHOS DE LIVRO DE MINHA AUTORIA, PUBLICADOS PELA REVISTA VEJA, TENHO A ESCLARECER O QUE SE SEGUE :

• EU ESTOU RECOLHIDO EM CUSTÓDIA DOMICILIAR E NÃO TENHO QUALQUER PARTICIPAÇÃO EM QUALQUER ARTICULAÇÃO EM CAMPANHA DA CÂMARA DOS DEPUTADOS;

• É MENTIROSA A AFIRMAÇÃO DELE DE QUE PARTICIPO DE QUALQUER COISA COM RELAÇÃO A QUALQUER CANDIDATURA DA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA. ÉMENTIROSA A INSINUAÇÃO DE QUE TENHA RECEBIDO QUALQUER PESSOA PARA TRATAR DE ELEIÇÃO NA CÂMARA;

• NO MEU DOMICÍLIO SÓ RECEBO A PRESENÇA DE FAMILIARES E DE ADVOGADOS QUE ME DEFENDEM NOS PROCESSOS. OS MEUS FAMILIARES NÃO VIAJAM PARA DEFENDER A CANDIDATURA DE QUEM QUER QUE SEJA, ATÉ PORQUE NÃO TENHO NENHUM FAMILIAR COM VOTO NA CÂMARA;

• RODRIGO MAIA TENTA PASSAR UMA MENSAGEM DE QUE ESTOU DESCUMPRINDO AS CONDIÇÕES DO MEU RECOLHIMENTO. EU O DESAFIO A PROVAR DE QUE RECEBI QUEM QUER QUE SEJA, QUE NÃO TENHA SIDO DA MINHA FAMÍLIA OU DOS MEUS ADVOGADOS. O SEU CARÁTER DUVIDOSO TRAZ INSINUAÇÕES AS QUAIS NÃO POSSO PERMITIR;

• QUE PAPEL DE INFLUÊNCIA EU POSSO TER PERANTE UMA CÂMARA QUE CASSOU O MEU MANDATO? SE ALGUMA INFLUÊNCIA EU TIVESSE, TERIA SIDO PARA TER PRESERVADO O MEU MANDATO. AINDA MAIS DEPOIS DE UMA RENOVAÇÃO, OCORRIDA NAS ELEIÇÕES DE 2018, ONDE NÃO CONHEÇO A MAIOR PARTE DOS DEPUTADOS HOJE NO EXERCÍCIO DO MANDATO;

• O MEU LIVRO NÃO TEM NADA A VER COM O PROCESSO ELEITORAL DA CÂMARA. NO DIA DA CASSAÇÃO DO MEU MANDATO, EU ANUNCIEI EM ENTREVISTA COLETIVA, QUE ESCREVERIA ESSE LIVRO COM A FINALIDADE DE ESCLARECER TODO O PROCESSO DE IMPEACHMENT, REVELANDO OS SEUS DETALHES. EU COMECEI A ESCREVÊ-LO EM SETEMBRO DE 2016, SÓ PODENDO CONCLUÍ-LO AGORA, DEVIDO A MINHA SITUAÇÃO QUE TODOS SABEM. SERÁ QUE EU TERIA UMA BOLA DE CRISTAL EM 2016, PARA SABER DAS ELEIÇÕES DE HOJE? OS FATOS RELATADOS NO LIVRO OCORRERAM NO PERÍODO DO IMPEACHMENT, NADA TENDO A VER COM OS FATOS DA ELEIÇÃO DE HOJE;

• RODRIGO MAIA, NA ÂNSIA DE SE BENEFICIAR DO APOIO DE QUEM ELE AJUDOU A DERRUBAR, PROCURA COM MENTIRAS, TENTAR DIMINUIR O SEU PAPEL NO PROCESSO DE IMPEACHMENT DE DILMA, QUE SERÁ BEM ESCLARECIDO NO MEU LIVRO QUE SAIRÁ EM BREVE;

• A REUNIÃO QUE O SENHOR RODRIGO MAIA, NEGA QUE TENHA OCORRIDO, EFETIVAMENTE OCORREU, NO DIA 10 DE OUTUBRO DE 2015, NO SEU APARTAMENTO DO RIO DE JANEIRO, NA PRESENÇA DOS DEPUTADOS CARLOS SAMPAIO E BRUNO ARAÚJO. EU PODEREI PROVÁ-LA COM RELATIVA FACILIDADE. É MUITA CARA DE PAU DELE NEGAR UMA REUNIÃO COM TESTEMUNHAS NA SUA CASA;

• MAS A SUA PARTICIPAÇÃO NÃO ESTAVA RESTRITA SOMENTE A ESSA REUNIÃO E FORAM VÁRIAS, TODAS COM VÁRIAS TESTEMUNHAS, QUE PODERÃO COMPROVAR O RELATADO;

• EU GOSTARIA DE VER OS DEPUTADOS CARLOS SAMPAIO E BRUNO ARAÚJO NEGAREM A REUNIÃO. EU GOSTARIA DE VER OS REGISTROS DA EQUIPE DE SEGURANÇA DA CÂMARA QUE ME CONDUZIU AO SEU APARTAMENTO. EU TENHO OS TESTEMUNHOS DE QUEM ME LEVOU AO SEU APARTAMENTO;

• EU GOSTARIA DE VER TAMBÉM OS TESTEMUNHOS DOS DIVERSOS DEPUTADOS, DA SUA TENTATIVA FEROZ DE SER O RELATOR DA COMISSÃO DE IMPEACHMENT. EU POSSO ENUMERAR OS DEPUTADOS ELMAR NASCIMENTO, JOVAIR ARANTES, ANDRÉ MOURA, ROGÉRIO ROSSO, MAURÍCIO QUINTELA, ETC, ETC, DENTRE VÁRIOS OUTROS QUE PODEREI ENUMERAR. ISSO OCORREU NA PRESENÇA DE MAIS DE 20 DEPUTADOS. SERÁ QUE TODOS VÃO NEGAR? SERÁ QUE O SR RODRIGO MAIA SE ESQUECEU TAMBÉM DA SUA BRIGA, RELATADA TAMBÉM NO LIVRO, PARA SER O LÍDER DO GOVERNO DE MICHEL TEMER NA CÂMARA, IMPEDIDA PELOS LÍDERES DOS PARTIDOS, COM O MEU APOIO?;

• O QUE EU RELATO EM MEU LIVRO SÃO FATOS OCORRIDOS, QUE DEVEM INCOMODAR BASTANTE O SR RODRIGO MAIA, QUE FOI SIM UM DOS GRANDES PROTAGONISTAS DO IMPEACHMENT. A SUA DESCULPA DE QUE NÃO ERA LÍDER, NUNCA DIMINUIU O SEU PAPEL NO PROCESSO. MAIA, ERA E CONTINUA SENDO UMA DAS PRINCIPAIS LIDERANÇAS DO DEM, TENDO SIDO O SEU PRESIDENTE POR BASTANTE TEMPO;

• É IMPORTANTE REGISTRAR QUE EU DEVO INCLUSIVE A ELE RODRIGO MAIA, O APOIO DO DEM A MINHA CANDIDATURA A PRESIDÊNCIA DA CÂMARA. SEM O APOIO DELE, O DEM ESTARIA NA CANDIDATURA DE OPOSIÇÃO, QUE ERA JÚLIO DELGADO. O DEM LARGOU A OPOSIÇÃO E MARCHOU COMIGO, POR CAUSA DELE MAIA. TODOS SABEM DISSO;

• TAMBÉM QUERO DESTACAR QUE RODRIGO MAIA DEVE TER SIDO, JUNTO COM OS DEPUTADOS CARLOS SAMPAIO, BRUNO ARAÚJO E PAULINHO DA FORÇA, OS PRINCIPAIS MEMBROS DA OPOSIÇÃO À ÉPOCA, QUE ME PRESSIONAVAM PELO IMPEACHMENT;

• COM RELAÇÃO AO DEPUTADO BALEIA ROSSI, O QUE EU RELATO NO LIVRO ERA A SUA PROXIMIDADE E FORÇA JUNTO A MICHEL TEMER. PARA QUE ELE ASSUMISSE A LIDERANÇA DO PMDB NA CÂMARA, MICHEL TEMER CHEGOU A NOMEAR O ENTÃO LÍDER LEONARDO PICCIANI, PARA O MINISTÉRIO DOS ESPORTES, A FIM DE TER A VAGA DE LÍDER PARA ELE. BALEIA SEMPRE FOI O DEPUTADO MAIS PRÓXIMO DE MICHEL, SENDO O PRESIDENTE DO PMDB SP E DEPOIS DO MDB NACIONAL, GRAÇAS A MICHEL;

• TODO O RELATO QUE ESTOU FAZENDO NO LIVRO DEIXARÁ CLARO TODOS OS MOTIVOS DO IMPEACHMENT, AS SUAS RAZÕES, TODO O MEU PROCESSO DE DECISÃO, OS PARTICIPANTES ATUANTES, AS ARTICULAÇÕES DA VOTAÇÃO E TODOS OS DETALHES. PARECE QUE AGORA MUITOS POR OBJETIVOS ELEITORAIS, VÃO TENTAR SE ESCONDER PARA QUE NÃO APAREÇAM OS SEUS PAPÉIS, INCLUINDO RODRIGO MAIA;

• NÃO VOU ADIANTAR MAIS FATOS, PARA NÃO PERDER O INEDITISMO DO LIVRO. MAS, COM CERTEZA OS FATOS LÁ DESCRITOS NÃO SÓ DESMENTIRÃO RODRIGO MAIA, COMO DEIXARÃO TRANSPARECER QUE O APOIO RECEBIDO POR ELE DO PT, NOS LEVARÁ A SENSAÇÃO DE QUE ESTÃO SOFRENDO DA SÍNDROME DE ESTOCOLMO. ASS : DANIELLE CUNHA, FILHA DE EDUARDO CUNHA.”

Fonte: JCO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *