Cartas com reflexões + Ninho de ladrões + Os carrapatos na ALE! + A retomada do PT

Espalhar a Notícia
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Gente de Opinião

Descontado o erro grosseiro do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, de ignorar que a Argentina foi o primeiro país a reconhecer a independência do Brasil, a carta enviada pelo presidente Jair Bolsonaro ao novo presidente dos EUA, Joe Biden, foi um gesto de boa vontade enviado a um crítico da política ambiental brasileira, tida como permissiva aos infratores e repressiva aos ambientalistas e povos da floresta.

Ao se dispor a cooperar, o Brasil retoma a tradição de não abrir mão de sua soberania mas não se fechar ao entendimento com as demais nações, sem que as posições pessoais dos mandatários interferiram nas políticas de Estado e de governo.

Pela qualidade e sabedoria contidas nos termos da missiva, o presidente Jair Bolsonaro deveria escrever mais cartas, dirigidas a outros chefes de Estado com os quais tenha eventualmente algumas pendências de governo ou de Estado, ignorando opiniões pessoais, que não podem nem devem se sobrepor às questões humanitárias e de interesse dos povos.

Quem sabe esclarecedora missiva a Emmanuel Macron com documentos comprobatórios prove que a sojicultura não causou o estouro no desmatamento da Amazônia. Outra, ao líder chinês Xi Jinping, diria que o Brasil terá uma decisão técnica na definição sobre o 5G. Ao contrário de desastrosas “lives” iradas, cartas escritas com reflexão e cuidado tendem a ser construtivas.

……………………………………………………………..

Ninho de ladrões

Pelas constantes e, reiteradas rondas policiais e disputas de facções organizadas, os grandes complexos habitacionais de Porto Velho se transformaram em ninhos de ladrões, assaltantes, traficantes. No ranking dos “mais, mais” estão Orgulho do Madeira (Zona Leste) e Morar Melhor (Zona Sul). Entrou agora, mais recentemente nas paradas, o populoso Cristal da Calama, também infernizado pela criminalidade galopante. Aonde vamos parar? Coronavirus, criminalidade e dengue…

A paralisação

Intensificando as negociações nas últimas horas, o governo Jair Bolsonaro pretende suspender a greve nacional dos caminhoneiros. Inúmeras vantagens já foram concedidas, como a antecipação da vacinação para os profissionais do volante, mas a categoria quer mesmo é a redução do preço dos combustíveis, principalmente do óleo diesel que está aumento o custo do frete e, por conseguinte o preço dos alimentos nos supermercados. Só faltava esta greve para tumultuar tudo de vez.

O favoritismo

Na eleição da nova mesa da Câmara dos Deputados, com auxílio do Planalto, o deputado federal Arthur Lira (PRP) é considerado o grande favorito, mesmo com Baleia Rossi (MDB) largando melhor. No Senado, com a desconfiança de que o próprio MDB abandonaria a sua candidata Simone Tebet, o Democrata Rodrigo Pacheco caminha para emplacar a presidência do Congresso. Os favoritos, como se vê, são alinhados ao governo Bolsonaro.

Os carrapatos!

Com a posse da nova mesa diretora da Assembleia Legislativa nesta segunda feira, que tem no alto clero o deputado Alex Redano (Ariquemes) na presidência, Jean Oliveira (MDB) na vice e Jair Montes na primeira secretaria, começa a Era Redano no poder Legislativo estadual. Seu desafio é melhorar a imagem da Casa de Leis arranhada através dos anos e a recente impunidade do parlamentar Lebrão que foi filmado recebendo propinas. Também temos deputados cassados em última instância que seguem na casa apegados como carrapatos!

A retomada

 Aos poucos o novo PT rondoniense, agora sob a égide de Ramon Cujui está retomando as atividades em Porto Velho e em todo estado depois do desastre nas urnas no pleito de 2020. Cujui desponta como uma nova liderança e poderá disputar uma cadeira a Assembleia Legislativa em 2022.  Também o ex-prefeito Roberto Sobrinho, agora reabilitado, voltou dar as caras, talvez projetando uma postulação a Câmara dos Deputados no ano que vem.

Via Direta

*** A propósito de prazos para ligações de energia em Porto Velho, a Energisa informou a coluna que são dois dias uteis na zona urbana e cinco dias na zona rural. Por isto alguns pedidos ao final das sexta-feira podem demorar mais *** Quem anda desaparecido no cenário político rondoniense é o ex-deputado federal Nilton Capixaba, presidente estadual do PTB e amiguinho de Roberto Jeferson *** Várias figuras ilustres rondonienses estão se recuperando do covid em hospitais de São Paulo e Brasília. Esperamos que retornem sãos e salvos da peste que inferniza a humanidade *** Assim, como Roraima e Para o Acre também fechou suas fronteiras para o Amazonas e agora também para Rondônia onde a segunda onda do covid acelerou. 

Por Carlos Sperança

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela “OPINIÃO”, que é exclusiva do autor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *