Sindler agradece ao presidente Laerte Gomes por cumprir acordo com a categoria e pagar direitos devidos dos servidores

Espalhar a Notícia
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Direitos pagos a servidores ativos e aposentados do Poder Legislativo somam mais de R$ 6,5 milhões

Porto Velho, RO – O presidente do Sindicato dos Servidores dos Poderes Legislativos do Estado de Rondônia (Sindler), Mirin Luiz de Brito, anunciou que após acordo firmado com a categoria, o presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB), pagou direitos dos servidores efetivos da Casa de Leis, somando mais de R$ 6,5 milhões para ativos e aposentados.

“Foram duas reuniões com o presidente Laerte Gomes, onde mostramos a necessidade desses direitos dos servidores, serem quitados. Ele se sensibilizou, assumiu o compromisso com o Sindler e efetuou o pagamento dessas pendências, fazendo justiça a quem dedicou a sua vida de trabalho para o Legislativo Estadual”, destacou Mirin.

Entre os benefícios garantidos aos servidores inativos se destacam o Plano de Aposentadoria Incentivada, desvio de função para servidores ativos e aposentados, verbas rescisórias e diferenças de quintos para servidores aposentados e da ativa, todos efetivos.

Segundo o presidente Laerte Gomes, “no decorrer do último biênio nós priorizamos a economia da Assembleia Legislativa, assim como primamos pela transparência dos nossos atos e nos diálogos com nossos servidores. Infelizmente, em razão da pandemia e devido a decisões de órgãos de controle que vedaram alguns benefícios, tivemos dificuldades de conceder aumentos que haviam sido tratados. Porém, com a economia que fizemos e com o trabalho implementado foi possível atendermos e pagarmos os direitos adquiridos dos nossos servidores e que, há tempos, a Casa não realizava. Nós conseguimos cumprir com essa obrigação da Assembleia junto aos direitos dos nossos servidores, tanto ativos, quanto inativos. E vale ressaltar que, a relação dos servidores beneficiados foi tratada entre Sindler e equipe técnica, sem nenhuma interferência política, confirmando nosso compromisso com a ética e com a transparência”, declarou Laerte Gomes.

Participaram das negociações, o secretário geral da Casa, Arildo Lopes, o superintendente de Finanças, Cleiton Roque, a superintendente de Recurso Humanos, Cleucineide Santana e sua equipe.

Fonte: O observador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *