Eleição da Mesa Diretora da Câmara é adiada

Novo presidente da Casa Legislativa, Arthur Lira, remanejou pleito por falta de acordo entre legendas e líderes partidários

O novo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), remarcou para a próxima quarta-feira (3), às 10 horas, a eleição para os membros da Mesa Diretora do biênio 2021-2022. 

A eleição estava prevista para esta terça-feira (2), mas por falta de acordo, foi remanejada para amanhã. De acordo com ofício assinado por Lira, o novo cronograma será:

– reunião de líderes para escolha dos cargos no dia 2, às 17h

– prazo limite para registro de candidaturas no dia 2, até às 20h;

– data e hora da eleição dos cargos da Mesa Diretora no dia 3, às 10h.

Lira foi eleito presidente da Câmara dos Deputados, nesta segunda-feira (1º), com 302 votos, em primeiro turno. Seu primeiro ato foi a anulação do bloco de seu principal adversário na disputa, o deputado Baleia Rossi (MDB-SP).

O bloco que apoiava Rossi teve registro de candidatura seis minutos depois do prazo limite, que foi às 12h desta segunda-feira. Com isso, Lira desfaz o cálculo de proporcionalidade que determina distribuição de cargos. Os partidos vão se encontrar na tarde desta terça para, justamente, definir os novos cálculos de proporcionalidade. 

O bloco do Lira ofereceu aos partidos de oposição duas secretarias e uma suplência na mesa, para eles não ficarem sem nada. Segundo o R7 apurou, mesa ficaria assim:

1º Vice: PL
2º Vice: PSD
1º Secretário: PSL
2º Secretário: PT
3º Secretário: PSB ou PSDB
4º Secretário: Republicanos.
 

Então o PT ficaria com um cargo, por ser a maior bancada da casa e o PSDB com outro, além de uma suplência para o PSB. Essa proposta é melhor do que a decisão atual que deixa todos os cargos com o bloco do Lira e a quarta secretaria para o PT.

Fonte: R7

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Faça seu Comentário