Governador de Goiás aponta o mal que acomete Rodrigo Maia

Espalhar a Notícia
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Ronaldo Caiado recomenda “internação hospitalar”

Médico e governador do estado de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM-GO), usou o Twitter para rebater as críticas do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) de que ele e o presidente do partido, ACM Neto, teriam favorecido o candidato governista e vencedor da disputa, Arthur Lira (PP-AL).

Caiado disse que “infelizmente, (Maia) foi acometido por uma síndrome que atinge com muita frequência as pessoas que não aceitam deixar o poder: “síndrome da ansiedade de poder”.

E completa:

“E o mais grave: ele faz questão de deixar claro que está saindo do Democratas e colocando seu nome a LEILÃO. A sua entrevista (para o Valor Econômico) não deve ser considerada pela classe política porque é indicadora de internação hospitalar”. torpedeou o gestor estadual.

Para Caiado, Rodrigo dava como certa a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de aceitar sua candidatura novamente, apesar da Constituição Federal ser contra. Por conta disso, ele foi pego de surpresa com a negativa e não teve tempo de inserir um bom substituto na disputa.

“Rodrigo tentou ‘furar’ a Constituição e não tinha ‘trabalhado’ outro candidato. Com a negativa do STF, tentou um movimento desesperado, de imposição, sem qualquer unidade e coerência”, explica Caiado.

E continuou:

“Mas, depois de ter sido eleito por três vezes presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo achou que era proprietário das decisões de todos os deputados do Democratas e dos demais da Câmara. Ao reagir desta maneira, desrespeitou toda a bancada de um partido que sempre lhe apoiou”, disparou.

Caiado lembrou ao possível ex-colega de partido que “ganhar ou perder faz parte de todo o processo político.”

“E Rodrigo sabe quantas vezes perdi, internamente, no partido e acatei a derrota, mesmo não satisfeito. Humildade, usar a verdade e respeitar os amigos estão acima de qualquer poder”, finalizou, declarando que “agir da forma como Rodrigo agiu é o que, de fato, demonstra falta de caráter.”

Fonte: JCO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *