Covid-19: Estado e município se unem para tratar sobre nova plataforma de informação em registros de mortes em RO

Espalhar a Notícia
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O alinhamento entre Município e Estado colocará fim às divergências de informações de registro de óbitos em relação aos que ocorrem em Porto Velho.

As informações sobre o registro de óbitos diários da Covid-19 em Porto Velho vão passar a ter conformidade nas plataformas do Estado e Município a partir da próxima segunda-feira (15). O compromisso foi acertado nesta sexta-feira (12) em reunião por videoconferência entre as equipes técnicas de saúde do Município e do Governo de Rondônia.

A Prefeitura de Porto Velho, que havia adotado o Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) como o principal para registro de óbitos vai fazer também notificações na plataforma do e-SUS utilizado pelos demais municípios rondonienses, Estado e pelo Ministério da Saúde. Gradativamente os casos de óbitos já registrados no SIM serão lançados também no e-SUS. Desta forma, até que haja a conclusão da sincronia dos dados, o que está planejado para segunda-feira, essas notificações conforme forem sendo inclusas no e-SUS estarão sendo divulgados no Boletim Covid-19 do Governo de Rondônia, juntamente com novos casos de óbitos.

De acordo com protocolo do Ministério da Saúde, os Municípios devem fazer a notificação de todos os casos primários no e-SUS, o que inclui casos suspeitos e confirmados da doença, que permite a gestão municipal fazer o monitoramento da situação epidemiológica dos casos, ou seja, se evoluiu para cura ou óbito. O secretário da Saúde, Fernando Máximo, destacou a importância do alinhamento entre Município e Estado, pois os dados referentes a Covid-19 são essenciais para adoção de decisões para garantir assistência hospitalar à população nesta pandemia.

Conforme o coordenador do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), Kerry Alisson Souza, o Estado está à disposição para nortear os municípios quanto ao registro de casos da Covid-19, inclusive, diariamente é feito um levantamento de casos em defasagem e os mesmos são informados aos municípios. ‘‘Os dados no e-SUS não podem ficar aquém, em fortalecimento de outros sistemas. Conforme recomendação do Ministério da Saúde, o SIM não é o melhor sistema para publicitar óbitos. O e-SUS fornece dados mais céleres até o momento, e os casos de pacientes hospitalizados estão no e-SUS’’, esclarece Kerry.

O registro de casos da Covid-19, incluindo de óbitos, nas plataformas de registros nacionais como e-SUS, é de responsabilidade das prefeituras. A secretária adjunta da Saúde, Marilene Penatti, reforçou a relevância de seguir o protocolo do Ministério da Saúde. ”É importante igualar os dados”.

O alinhamento entre Município e Estado colocará fim às divergências de informações de registro de óbitos em relação aos que ocorrem em Porto Velho.

Fonte: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *