Covid-19: Rondônia volta a ter leitos de UTI lotados; 34 pessoas estão na fila de espera

Espalhar a Notícia
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Pacientes seguem sendo transferidos para outros estados.

Todos os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para pacientes com Covid-19 estão ocupados em Rondônia nesta terça-feira (23). No momento, 34 pessoas estão na fila esperando por uma vaga, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau).

Por causa da falta de leitos, Rondônia continua transferindo pacientes para tratamentos em outros estados. Até esta terça, 90 rondonienses com estados graves e moderados já foram levados para outras unidades da federação.

São 59 pessoas entre os pacientes graves, sendo:

  • 7 levados para Cuiabá (MT)
  • 1 para Goiânia (GO)
  • 27 foram levados para Vitória (ES)
  • 13 para Campo Grande (MS)
  • 5 para Rio de Janeiro (RJ)
  • 5 para Curitiba (PR)
  • 1 Canoas (RS)

Segundo o governo de Rondônia, até o momento foram transferidos 31 pacientes em quadros moderados, sendo:

  • 18 para Porto Alegre (RS)
  • 13 para Curitiba (PR)

Situação em Ariquemes

Todos os 28 leitos de UTI do Centro de Afecções Respiratórias (CAR), para atendimento de Covid estão ocupados. Na segunda-feira (22), três pessoas estavam na fila de espera por um leito.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Ariquemes, na rede particular da cidade todos os leitos também estão lotados.

Além da dificuldade na abertura de novos leitos, a cidade enfrenta complicações para a contratação de profissionais de saúde.

Ariquemes recebe pacientes de outros oito municípios da região do Vale do Jamari.

Vilhena

A cidade tem 75% de taxa de ocupação, com isso apenas cinco leitos de UTI estão disponíveis nesta terça. Nos últimos 10 dias a taxa de lotação tem oscilado entre 80% e 90%.

Os leitos de UTI na Central de Atendimento à Covid estão ocupados por pacientes de Vilhena, Chupinguaia, Cabixi, Cerejeiras e Santa Luzia do Oeste.

Nos primeiros 22 dias de fevereiro, o estado registrou mais de 18 mil novos casos de Covid-19 e 479 mortes.

Variantes

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) de Rondônia disse este mês, que encontrou três variantes do coronavírus circulando no estado: a B.1.1.28 (de linhagem brasileira), a P2 (variante encontrada inicialmente no Rio de Janeiro) e a B.1.1.33 (que aparece em países da América Latina e América do Norte).

As análises foram feitas com base em amostras coletadas em diferentes cidades do estado, entre elas: Porto Velho, Rolim de Moura, Alvorada do Oeste, Ariquemes e Cacaulândia.

“Difícil encontrar uma pessoa que não tenha sido atingida de alguma forma nessa pandemia. Os óbitos continuam em aumento. As variantes surgem para atrapalhar ainda mais essa luta. Notamos que a vacinação não acompanha o ritmo da pandemia. O cansaço é evidente”, disse Juan Miguel Vilalobos, infectologista da Fiocruz.

Fonte: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *