Covid-19: Semusa segue com cronograma de vacinação em Porto Velho

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, foram aplicados mais de 5. 000 doses da vacina contra a Covid-19.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) continua vacinando pessoas do grupo prioritário contra a Covid-19. Entre os dias 02 e 05 de março, novas 6.500 doses serão aplicadas durante a ação, que ocorre das 09h às 16h, no prédio da São Lucas Educacional – Campus II, localizado na rua João Goulart, n° 666, bairro Mato Grosso.

Conforme o cronograma da Secretaria Municipal, nos dias 2, 3, 4 e 5 serão imunizados 3.600 servidores que receberam a primeira dose da vacina. Outras 1.200 doses serão ofertadas a agentes funerários, fisioterapeutas e fonoaudiólogos que trabalham com a recuperação de pacientes pós-Covid, além de farmacêuticos, biomédicos e bioquímicos de instituições públicas e privadas que realizam exame (RT-PCR) por meio do Swab. Para esse grupo será aplicada a primeira dose do imunizante.

Também estão sendo vacinados, com a primeira dose, 300 idosos acima de 80 anos que fizeram o agendamento prévio via telefone e site e que não foram atendidos na etapa anterior.

A meta estabelecida pelo Ministério da Saúde para Porto Velho é imunizar 3.700 idosos com idade acima de 80 anos. Até agora, 3.440 receberam a primeira dose do imunizante Astrazeneca/Oxford cuja aplicação da segunda dose será no mês de maio. A medida ocorre desta forma por se tratar de uma fabricante diferente da aplicada na maioria dos profissionais da saúde (CoronaVac), estes recebem a segunda dose com 28 dias.

Até o momento são mais de 21 mil pessoas vacinadas. Destas, cerca de 14 mil são profissionais da saúde que atuam na linha de frente. A segunda dose já foi aplicada para mais de 4 mil trabalhadores e profissionais de saúde. Outras 3.440 vacinas foram administradas em idosos com mais de 80 anos.

A Semusa reforça que o agendamento para idosos acima de 80 anos foi 100% preenchido no último fim de semana. Possíveis novas etapas para essa faixa etária deverão ser abertas, conforme o envio de novas doses pelo Ministério da Saúde (MS).

Fonte: Semusa

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Faça seu Comentário