Estabelecimentos não essenciais ignoram decreto restritivo

Estabelecimentos não essenciais ignoram decreto restritivo

62 estabelecimentos foram visitados na capital rondoniense

De acordo com o novo decreto sobre o fechamento das atividades em estabelecimentos comerciais como forma de combate ao coronavírus (Covid-19), três estabelecimentos são autuados no primeiro dia de “Operação Alerta” em Porto Velho.

“O principal objetivo do decreto de restrição é diminuir as aglomerações. Estamos fazendo um trabalho integrado, por isso todos os secretários estão aqui juntos para que a gente possa diminuir as aglomerações, abaixar o índice de transmissibilidade e dando um prazo para melhorar nossa rede hospitalar”, afirma policiais.

No primeiro dia da “Operação Alerta”, que visa garantir o cumprimento das novas normas estabelecidas pelo Governo de Rondônia no enfrentamento à pandemia, dezenas de estabelecimentos foram fiscalizados e eventos clandestinos foram interrompidos em Porto Velho.

Ao todo, cerca de 62 estabelecimentos foram visitados na capital rondoniense. Desses, quatro foram notificados, três vistoriados, nove receberam Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), quatro foram orientações e três autuados. As visitas foram realizadas na noite da última terça-feira (02).

De acordo com o Governo de Rondônia, essa é 26ª ação realizada com o apoio do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar (PM), Polícia Civil (PC), Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), Superintendência Estadual de Comunicação (Secom), Programa de Orientação, Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) e Prefeitura de Porto Velho.

da Redação/CN

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Faça seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: