Alvo da operação ‘Quarta Parcela’ mira suspeito de Ji-Paraná que também cometia outros crimes cibernéticos

Alvo da operação ‘Quarta Parcela’ mira suspeito de Ji-Paraná que também cometia outros crimes cibernéticos

Agentes da PF ainda encontraram vários cartões clonados em casa de investigado em RO. A operação acontece em 8 estados de fraudarem auxílio emergencial.

Polícia Federal (PF) cumpriu um mandado de busca e apreensão na cidade de Ji-Paraná (RO), nesta quinta-feira (4), durante a operação Quarta Parcela. Segundo investigação, um morador da cidade fraudava o auxílio emergencial (criado pelo governo para ajudar famílias carentes na pandemia) para comprar produtos na internet.

Ainda de acordo com a PF, os policiais também descobriram que o suspeito praticava outros crimes cibernéticos, como a clonagem de cartões. Com os dados das vítimas, o homem fazia várias compras virtuais.

Durante o cumprimento do mandado judicial na residência do suspeito, os policiais encontraram vários objetos comprados por ele na internet, como calçados e eletrodomésticos, incluindo cafeteira.

Em um dos cômodos foram achados vários tênis caros de marcas famosas. O morador não foi preso, mas a polícia vai seguir com a investigação.

Veja Também:

A operação para combater fraudes ao auxílio emergencial é realizada nesta quinta-feira na Bahia, Amazonas, Goiás, Mato Grosso, Paraná, Rondônia, Maranhão e São Paulo.

De acordo com a PF, cerca de 100 policiais federais cumprem as medidas judiciais simultaneamente nos estados. Ao todo, são 28 mandados de busca e sete mandados de sequestros de bens, perfazendo um total de mais de R$ 170 mil bloqueados por determinação judicial.

A Polícia Federal ainda destaca que há a suspeita de que a fraude seja muito maior, na medida em que os dados se referem a um curto período analisado, entre abril e junho de 2020, e apenas àquelas fraudes contestadas pelas vítimas.

Fonte: G1

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Faça seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: