Prefeito sugere uso de pulseira para identificar pessoas contaminadas com covide-19 (veja o vídeo)

Prefeito sugere uso de pulseira para identificar pessoas contaminadas com covide-19 (veja o vídeo)

.

Paulo da Remap, sugeriu o uso de pulseira para identificar morador com covid-19

“Em reunião com sua equipe, o prefeito de Machadinho D’Oeste, Paulo da Remap (DEM), sugeriu o uso de ‘pulseira‘ para identificação de pacientes com covid-19. Se a pessoa fizer o teste e estiver contaminado, ele passa usar uma pulseira vermelha. Caso esteja sentindo algum sintoma e esteja aguardando resultado, ele pode usar pulseira de outra cor”.

Tudo indica que a ideia do prefeito, é que se a pessoas tiver algum tipo de contato com uma pessoa positivado ele entre em quarentena automaticamente. Contudo, a proposta do mandatário tem gerado algumas polêmicas entre os moradores nas redes sociais e grupos de WhatsApp.

Além da dor e o sofrimento causado pelo vírus, o prefeito de Machadinho ainda quer causar esse tipo de constrangimento a população. Isso é inaceitável, as pessoas precisam entender que o vírus está circulante, independente de quem está ou não com uma pulseira no braço identificando que esta infectado. Até porque, muitas pessoas podem estar contaminadas e não apresentar sintomas, como tem acontecido.

Eu pergunto: “Essa pulseira vai ajudar diminuir a circulação comunitária do vírus no município?”.

Onde fica a preservação da identidade do paciente?

Sigilo do paciente

De acordo com o Código de Ética da Medicina, o segredo médico pertence ao paciente, sendo o médico seu depositário e guardador. Portanto, informações particulares só podem ser mencionadas em situações muito especiais como, por exemplo, em caso de dever legal, justa causa ou autorização expressa do paciente.

“Revelar segredo médico sem justa causa ou dever legal, que possa causar dano ao paciente é crime”.

Confira:

da Redação/CN

Faça seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: