Ação rápida de Bolsonaro pega toda a grande mídia no contrapé e deixa “analistas” atordoados

Ação rápida de Bolsonaro pega toda a grande mídia no contrapé e deixa “analistas” atordoados

O fator “surpresa” foi decisivo

Enquanto a mídia se debruçava sobre o pedido de demissão do chanceler Ernesto Araújo, o presidente Jair Bolsonaro agiu rápido e fez seis mudanças no seu ministério. Reorganizou a casa.

Nesta terça-feira (30), os “bem informados” analistas políticos acordaram atordoados e desandaram a falar bobagens e coisas completamente desconexas.

Perderam o foco.

Miriam Leitão blasfemou: “Troca-troca nos ministérios pode aprofundar crise”.

Merval Pereira delirou: “Não será fácil usar as Forças Armadas para autogolpe”.

Bernardo Mello fez uma lamentável comparação: “Bolsonaro vira ‘recordista’ e já trocou mais ministros que Dilma, Lula e Fernando Henrique”. Só não disse que nenhum saiu por prática de corrupção.

Bela Megale desvairou: “Ministros do STF permanecem em alerta com pressão política de Bolsonaro sobre militares”.

E assim por diante.

Por essa e outras que não possuem mais nenhuma credibilidade.

Fazem do ofício instrumento de interesse político e ideológico.

A sociedade já percebeu…

Por Gonçalo Mendes Neto/Jornalista

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Faça seu Comentário

%d blogueiros gostam disto: